Este assunto é um grande enigma e intriga muitos cientistas que pesquisam e estudam sobre as reações neurológicas. Muitos afirmam que ser #canhoto ou #destro é apenas mais uma opção que cada pessoa toma. Esta opção é tomada através das habilidades motoras desenvolvidas por cada ser humano, uns preferem a direita, outros a esquerda... Porém, dizer que isto é uma opção de cada um não é uma explicação plausível, que explica e deixa claro por que cerca de 70% a 90% das pessoas do mundo são destras, e preferem a mão direita para algumas funções específicas.

Analisando o comportamento da mente humana, psicólogos afirmam que destros são a maioria, por questão de imitação.

Publicidade
Publicidade

Referindo-se que uma criança desenvolve suas habilidades motoras através da imitação de pessoas que são sua referência, como pai, mãe, e parentes em geral. E que, por este motivo, os destros foram aumentando e se multiplicando cada vez mais. Porém, como é possível explicar quando se tem uma criança canhota cercado por uma família inteira destra?

Outros pesquisadores, por sua fez, acreditam que existe uma série de fatores genéricos combinados, e que a questão de ser canhoto ou destro vem hereditariamente, e que o âmbito cultural não define muito na opção. Como se fosse algo que é passado de geração para geração.

Ao estudar alguns animais, pesquisadores perceberam que alguns deles, como chimpanzés e gatos, têm a média de 50% destros e 50% canhotos. Ou seja, suas habilidade estão divididas corretamente, meio a meio.

Publicidade

Existem inúmeras teorias desenvolvidas, mas nenhuma delas ainda foi considerada o real motivo de existirem poucos canhotos no mundo, onde apenas 10% a 30% da população mundial é considerada canhota. Você sabia que o mítico Ayrton Senna era canhoto?

O que é comprovado é que definir-se como canhoto ou destro é algo que diz muito sobre a pessoa, sobre seu cotidiano e desenvolvimento, independentemente do motivo da escolha. O que a #Ciência prova é que, se tentássemos sempre praticar todas as atividades de modo perfeito, com as duas partes (esquerdo e direito - canhoto e destro), perderíamos muito tempo para desenvolver essa habilidade, de ser um ambidestro.