Quem entrou no mundo dos negócios recentemente deve ter passado, ou está passando, pela preocupação constante da situação dos seus preços em relação aos da concorrência. Ao pesquisar um pouco, você pode perceber que os seus concorrentes provavelmente estão abaixando os seus preços a um patamar inferior, mesmo que isto esteja causando um certo tipo de prejuízo para eles, já que a margem de lucro fica extremamente baixa.

Provavelmente, todo o empreendedor já usou esta estratégia, afinal, os preços mais em conta realmente chamam a atenção da clientela. Porém, antes de entrar neste jogo, é importante que você se atente a alguns pontos que podem, futuramente, acabar com o seu negócio.

Publicidade
Publicidade

Esse jogo não é só seu, então cuidado

Você, como recém #empreendedor, pode muito bem entrar no mercado e quando for precificar seus produtos ou serviços, optar por valores mais baratos para que possa ganhar mais atenção do público e, quem sabe, trazer os clientes da concorrência para dentro do seu empreendimento.

Muito bem, essa até que é uma boa ideia, se não fosse pelas chances que você tem do seu concorrente também seguir a linha dos preços baixos. Pense comigo: se você está no mercado há muito tempo, ou seja, a sua marca e produtos já estão consagrados independentemente dos preços e você tem um bom caixa guardado, o problema é que chegou um concorrente que pode querer brigar com você pelo menor preço, o que você vai fazer?.

É claro que também tornar o seu preço mais baixo! Não importa se a empresa mais antiga vai sair no prejuízo após decair os seus preços.

Publicidade

Para ela, é melhor ter um momento de queda, continuar com seus clientes e tirar um concorrente do mercado, do que querer continuar com seu preço alto, mas perder a clientela para o estabelecimento ao lado. O que você precisa tirar disso? Em hipótese nenhuma tente concorrer apenas com os preços! Sabe o que pode te ajudar a se destacar e se fortalecer perante à concorrência? Oferecer algo melhor do que ela, afinal, a #Qualidade sempre vence o preço!.

Preço baixo ou qualidade alta

Antigamente poderíamos até falar que os preços baixos se destacavam mais no mercado. No entanto, com a importação de produtos de países que vendem a preço de banana e com uma qualidade inferior, as pessoas começaram a reparar mais na qualidade dos produtos que compram, deixando os preços em segundo plano. Resumindo, você PODE sim se tornar autoridade em um mercado, mesmo com preços altos, basta que você preze pela qualidade dos seus produtos, diferenciais, novidades, etc. É isso o que as pessoas querem!

Volume maior ou menor de vendas

Alguns empreendedores estão preferindo trabalhar com um volume maior de vendas e com margens de lucros menores, achando que dessa forma será melhor para o crescimento do seu empreendimento.

Publicidade

No entanto, o segredo do sucesso pode ser totalmente contrário a esse. Você já percebeu que existem dois tipos de comércio? Aqueles que atendem a uma classe social popular e outra que atende aos clientes com poderes aquisitivos maiores. No primeiro caso, é justamente o que falamos no parágrafo anterior. Por outro lado, os produtos com preços mais altos e de qualidade maior atingem mais o público de classe social média e alta.

Ou seja, embora os volumes de vendas sejam menores, as margens de lucro são altíssimas. Resumindo, as vendas acontecerão com menos frequência (já que a demanda é menor), mas em comparação, os lucros serão muito maiores.

Nem sempre o mais barato é o melhor negócio

Agora que você já sabe que, em alguns casos, o mais barato não é o melhor para um negócio, é importante que você mude a sua estratégia, de modo que seja um diferencial no mercado e não apenas mais um! #Negócios