Mesmo com todo o acesso que se tem hoje a informações, as pessoas ainda tendem a resistir ao desconhecido e ignorar informações, simplesmente por julgá-las negativas, mesmo que seja constatada a veracidade dos relatos. É o que ocorre quando relacionamos história com #Religião.

Toda a religião pode trazer benefícios para quem é praticante, mas uma religião que não tem harmonia com a história, em um mundo globalizado, deve urgentemente rever seus conceitos, concertar as lacunas e se reportar aos membros pelas informações errôneas, pois muitas das vezes, tais ensinamentos errados foram propagados por algum motivo relativo às origens da instituição, com razões próprias de determinado período histórico.

Publicidade
Publicidade

Assim, as instituições deveriam preocupar-se em entrar na era da informação corrigindo antigos erros.

Dentre os ensinamentos errôneos que são propagados, e talvez o mais mirabolante, foi a adaptação de uma festa genuinamente pagã, feita pelo Império Romano durante a criação do império religioso, gerando assim muitos adeptos para a nova instituição romana. A adaptação se deu misturando o deus Mitra, a divindade central de Roma na época, com os relatos bíblicos, de modo que Mitra, neste novo modelo religioso, torna-se Jesus e a festividade máxima atribuída a Jesus seria o #Natal, ou sol invictus, dos romanos.

Países com maior nível de desenvolvimento cultural já estão tomando as rédeas da verdade e confessando a verdadeira história, até porque é possível encontrá-la facilmente em livros. Em 27 de dezembro de 2010, o Padre Joaquim Carreira das Neves, dando entrevista a Manuel Luís Goucha, no programa "De homem para homem", na emissora portuguesa TVI24, fala abertamente sobre os fatos históricos e da manipulação efetuada por Roma no século IV.

Publicidade

Embora haja pessoas dispostas a trazer a verdade e desmistificar as confusões históricas, ainda existe muita resistência, seja por parte de quem possui a autoridade sobre os fatos, quanto por parte de membros religiosos que simplesmente fecham os olhos e os ouvidos para a verdade nos momentos que alguém tenta informar. O Padre Joaquim Carreira das Neves tem dado grandes passos para vencer todas as amarras da mentira, que foram impostas por povos medievais para dominar a plebe do século IV. Assim, quem seguir a religião, o fará com toda a lucidez de entendimento, sem equívocos conceituais. #Curiosidades