A lei colocada em pauta pelo atual presidente do senado Renan Calheiros, a proposta tem como objetivo definir os crimes de abuso de autoridade cometidos por membros dos três poderes ou agentes públicos da União, estados e municípios.

Na noite de quarta-feira do dia 14/12/2016, Renan voltou atrás e retirou de pauta o projeto de lei contra o abuso de autoridade para o ano de 2016, sendo que na terça-feira do dia 13/12/2016 ele havia dito: ''Vou trabalhar para que esse projeto seja aprovado, se não for aprovado pode ter certeza que não foi porque Renan deixou de trabalhar'', afirmou o presidente do Senado.

Magno Malta Menciona que alguns senadores estão apoiando essa lei devido ao medo da operação lava-jato, que é regida pelo juiz #Sergio Moro.

Publicidade
Publicidade

Magno Malta afirma que ''a lava-jato precisa continuar, pois é um patrimônio do Brasil'', garante o senador.

Atualmente a operação lava-jato é a maior investigação anti-corrupção que o Brasil já teve, os valores desviados da Petrobras (maior estatal do país) gira em torno de bilhões de reais, segundo investigações. E agora estão querendo estabelecer limites para os agentes públicos, estaduais e municipais? Depois de desviarem bilhões de reais da Petrobras querem se manter ilesos destruindo a economia e sociedade do país.

Enquanto isso, quem paga a conta somos nós, o povo brasileiro, que se não se manisfestar em relação a esses projetos que visam acabar com a justiça do país, o Brasil irá virar um lugar onde as pessoas não respeitam mais nem as constituições.

A lei do abuso de autoridade vai fazer com que juízes sejam intimidados por ''peixes grandes'' no senado, fazendo com que deixem de realizar investigações mais detalhadas sobre alguém.

Publicidade

Eles irão ficar com medo de serem julgados por estarem realizando um abuso de autoridade. Segundo Sergio Moro, o objetivo desse projeto é claramente acabar com a operação lava-jato, que já teve mais de R$ 79 milhões repatriados e intimidar juízes para que o senado venha a trabalhar livremente das mãos deles. #Lava Jato