Esse é um assunto que acaba motivando algum tipo de confusão, tensão e sentimentos feridos, fazendo com que ambos se sintam frustrados e incompreendidos. Não importa o seu nível de satisfação sexual, a grande maioria dos casais acabam começando algum tipo de conflito quando o assunto é sua vida íntima.

Quando iniciamos esse assunto, certamente surge a pergunta de qual seria a quantidade de relação sexual satisfatória que nós humanos precisaríamos ter para realmente ser feliz.

  • Várias vezes ao dia?
  • Três vezes por semana?
  • Pelo menos uma vez por dia?
  • Todos os dias? Ou somente uma vez por semana?

Se você respondeu que para estar satisfeito sexualmente fazer amor uma vez por semana já é o suficiente para ser feliz, você acertou.

Publicidade
Publicidade

Um estudo realizado por uma pesquisadora canadense revela que, a frequência de relações sexuais que proporciona um #Relacionamento satisfatório é essa mesmo: uma vez por semana. Logicamente que o resultado não indica que pessoas que mantêm uma frequência maior de relações sexuais não sejam realizadas e felizes em seu relacionamento.

Com esse resultado foi possível comprovar que os casais que têm um nível de felicidade satisfatório fazem amor uma vez por semana, e mesmo que exista uma maior quantidade de relação durante a semana, isso não aumenta o grau de felicidade.

Qual frequência seria normal?

O estudo realizado em três partes no qual questionava qual seria a relação entre a frequência sexual e a felicidade foi realizado pela doutora Amy Muse, especialista em relacionamento da Universidade de Toronto, localizada na Canadá.

Publicidade

Na primeira parte do estudo, a especialista analisou as respostas de 25 mil pessoas que ao longo dos últimos 23 anos vêm revelando quais seriam as suas escolhas sexuais e ansiedade envolvendo a sua vida sexual. Com as respostas Amy conseguiu comprovar que quando mais amor os casais fazem, mais felicidade eles conquistam em sua vida amorosa, sendo extremamente satisfatório conservar a frequência de uma vez por semana. Quando a quantidade é maior, o nível de felicidade continua o mesmo.

Para que esse resultado fosse realmente comprovado, a estudiosa reuniu 335 pessoas de várias etnias que responderam o mesmo questionário, e os resultados obtidos realmente comprovaram o resultado anterior.

Quem tem uma quantidade maior de intimidade sexual, ganha mais?

A especialista também resolveu estudar qual seria a influência da rotina sexual com a vida financeira. E descobriu que as pessoas que ganham mais dinheiro (acima de 75 mil dólares por ano), possuem uma rotina sexual semanal e demostraram ter um nível maior de felicidade, comparado com as pessoas que ganham menos (aproximadamente 25 mil dólares por ano). Concluindo que, o dinheiro realmente proporciona uma maior satisfação, incluindo na vida sexual. #Curiosidade