A evangélica Dayse Paparoto, a grande vencedora do MasterChef Profissionais, disse esperar que a sua trajetória não seja um símbolo do feminismo. Com o troféu nas mãos, já na saída do estúdio da Band, a campeã agradeceu o apoio nas redes sociais, porém minimizou o preconceito masculino no programa ao afirmar que não é feminista. "A pessoa só é ofendida se ela se sente ofendida", afirmou.

Durante edição do "talent show" da Band exibido no segundo semestre deste ano, só com cozinheiros profissionais, ela ouviu de concorrentes que era melhor que varresse o chão. Por vezes, foi chamada de fraca. Os casos de machismo que os espectadores enxergaram tomaram uma proporção maior que as lides culinárias e foram notícia no jornal britânico The Guardian, que entrevistou a vencedora nessa sexta-feira.

Publicidade
Publicidade

O jornal britânico deu bastante ênfase à repercussão que os ataques a Dayse provocaram nas redes sociais, destacando o momento em que Ivo Lopes, ex-chefe da campeã, sugeriu que ela pegasse numa vassoura e começasse a varrer. Na entrevista, Dayse afirmou entretanto que não se enxerga como feminista e que não quer levantar nenhuma bandeira. Ela disse estar acostumada com esse tipo de comportamento e que não acredita que tenha sido menosprezada só porque é mulher.

Machismo na cozinha

Dentre as várias ocasiões em que o segundo colocado na competição foi acusado de machismo, destaca-se o momento em que, ao serem anunciados os dois finalistas, Marcelo Verde afirmou que já tinha ganho o concurso. Quando Dayse foi anunciada como vencedora, ele teve uma reação de mal perdedor, abandonando irritado o palco.

Publicidade

Na prova final, Dayse obteve pontuação superior a de Marcelo, que foi muito criticado pela forma como tratou a única mulher concorrente no decorrer do programa. A apresentadora Paula Padrão elogiou Dayse por ter sido muito corajosa num ambiente super-machista.

Quando questionada se gostaria de casar, Dayse não descartou a possibilidade por completo, mas afirmou que o candidato ao seu coração também precisa acreditar em #deus. Evangélica, ela disse que vai empregar o dinheiro que ganhou no concurso para terminar de pagar a casa. #crente