Ereto e saltitante. E com uma postura que faz lembrar um pugilista, assim é o #canguru, animal nativo da Austrália e símbolo do país. Ele golpeia com as duas patas traseiras saltando agilmente sobre o adversário. Os machos estão sempre se digladiando pelas fêmeas. As lutas até fazem lembrar lutadores de MMA quando se agarram, ou pugilistas quando golpeiam com as patas dianteiras. Existem atualmente 55 espécies de cangurus na Austrália. O vermelho pode alcançar até 2 metros de altura. Outro dado interessante: ele atinge a incrível velocidade de 60 km/hora. Ou até mais.

Agora em dezembro de 2016, um fato inusitado ocorreu envolvendo um canguru e um homem, funcionário de um zoológico da Austrália.

Publicidade
Publicidade

Ele participava de uma caçada, quando foi surpreendido ao ver um de seus cães praticamente imobilizado pelo animal. Com uma das patas dianteiras em torno do pescoço do cachorro, segurava firmemente. O homem, então, partiu para cima. Ao perceber a aproximação, o canguru solta o cachorro e fica ereto diante dele. Após alguns segundos, inesperadamente ele desfere uma jabe na cabeça do animal. Entretanto, o canguru não reagiu. Parecia mesmo estar atônito diante da reação de seu adversário. Um vídeo está circulando no youtube e já conta com milhões de visualizações.

Reflexão sobre a violência humana

No entanto, há uma polemica sobre a reação do homem. Há pessoas que acham que ele agiu certo, e outras já pensam o contrário. Porém, o cachorro já havia se afastado. E não corria mesmo perigo. Seria mesmo necessário agredir o canguru? Afinal, sendo um funcionário de um zoológico e cuidador de elefantes, ele poderia ter tomado uma posição diferente.

Publicidade

Mas deu a impressão de ser um sujeito despreparado e talvez até truculento.

No youtube há vários vídeos de cangurus enfrentando homens. E, na maioria das vezes, os homens levam a pior. Até mesmo o desengonçado cineasta Woody Allen se exibe encarando’ o animal em uma arena. Ele, Woody Allen, teve sorte, pois se recebe um golpe seria nocaute na certa. Cangurus batem forte. Suas patas são poderosas.

Mas, a pergunta que não quer calar: até que ponto é normal colocar homens e animais frente a frente para medirem forças? A agressividade humana beira a bestialidade. As pessoas estão tão acostumadas a usar a violência que até a imagina como uma forma de diversão. Os seres humanos são dotados da capacidade de raciocínio para amar, viver em paz e harmonia. No entanto, por que muitas nações e povos, desde épocas remotas, vivem em conflitos e guerras? Que isso seja algo para uma profunda reflexão. #Austrália, #reflexão,