Hugh Jackman é o caçula de cinco irmãos, filhos de pais ingleses. Nascido na cidade de Sidney na Austrália e formado em jornalismo, logo entrou na Western Australia Academy of Performing Arts, na qual estudou artes cênicas e fez cursos de teatro. Não demorou muito para que a lenda fosse descoberta pela popular série de TV australiana Correlli. Lá conheceu a mulher que se tonaria sua futura esposa.

Sua primeira aparição nas telas do cinema foi no #Filme de comédia romântica Paperback Hero. Isso abriu portas para que ele chegasse no que é hoje. Alguns anos depois entrou no mundo dos quadrinhos e interpretou Wolverine. Um dos papeis de maior sucesso em toda a sua carreira pois foi a partir daí que ele viria representar o personagem em todos os grandes filmes.

Publicidade
Publicidade

Os filmes em que participou e obteve mais sucesso foram nos filmes: Gigantes de aço (2011), Os miseráveis (2012), O grande truque (2006) e X-men: Dias de um futuro esquecido (2014). Porém ele participou de quase todos os filmes da Marvel.

Mas um fato marcante é que mesmo após o sucesso, Jackman não se esqueceu de quem o fez ser o que é. Em uma entrevista dada a revista Parade, ele relata ser cristão frequentador. Disse ir a cultos das mais diversas igrejas e que até pensou em se tornar pregador.

Ele relatou e afirmou ser cristão e que sempre frequentou diversos templos de evangelistas. Relatou, também, que aos 13 anos de idade chegou a pensar que um dia se tornaria um grande pregador e que ficaria atrás de púlpito, como os pregadores que ele admirava.

"Sou cristão e dedico cada apresentação a Deus", disse o ator que se sente maravilhado e agradecido por cada atuação que faz.

Publicidade

Ele relatou que quando está atuando, tem uma sensação de que todos buscam a união e esta união pode ser chamada de Deus.

Isso demonstra o apego que devemos ter em Deus. Agradecer a todo momento pelas oportunidades que nos são dadas é uma demonstração de humildade e caráter. Deus tem um plano para todos, crer nele faz com que todas as dificuldades sejam vencidas. #Dicas #Religião