O que é #intolerância? É uma atitude mental caracterizada pela falta de habilidade ou vontade em reconhecer e respeitar diferenças em crenças e opiniões.

A forma como cada um vive sua vida só diz respeito a própria pessoa, a menos que esta esteja prejudicando a saúde e o livre arbítrio dos demais. Se o comportamento do outro só está ferindo o seu ego e o seu orgulho, o problema não está no comportamento do outro.

O grande problema nessa busca por direitos e aceitação é que ambos os lados: “homos” e “heteros”, “negros” e “brancos”, “#religiosos” e “ateus” acabam por querer impor isso aos demais.

Intolerância quanto à sexualidade

Isso vale para os dois lados, os homossexuais têm o direito de escolher como viver sua sexualidade, desde que não agridam, machuquem ou imponham isso a outrem (assim como os heterossexuais também o têm).

Publicidade
Publicidade

Não basta para muitos dos movimentos ‘GLS’ serem respeitados enquanto ‘gays’, alguns querem impor essa situação, essa condição e acabam por pensar que o mundo tem que gostar de ser homossexual também.

Em contra partida, os heterossexuais também ridicularizam os homossexuais e acreditam que “não está certo” se comportar “dessa maneira”, que um homem não pode gostar de outro homem; por fim, os heterossexuais acham que é “errado” uma pessoa gostar de outra do mesmo sexo que o seu, se casar e ter uma família com uma pessoa do mesmo sexo.

Intolerância religiosa

Ocorre o mesmo com relação à religião que um indivíduo resolve seguir ou não seguir, ou até se não crê em nenhuma religião ou mesmo se não acredita em Deus. Alguns religiosos acreditam que quem “está no mundo” e “não aceitou Jesus” está errado e “vai para o inferno”; acontece certo preconceito até mesmo entre os religiosos, que acreditam que “a minha religião é melhor que a do outro” que “a minha religião é a certa” e têm, muitas vezes preconceito com outras religiões.

Publicidade

Como se só fosse correto, certo, direito crer em Deus do “meu jeito”, no “meu deus” e que outras formas de buscar a Deus, diferentes da minha fosse errada. Quer dizer, até dentro das igrejas, templos e casas de orações há intolerância quanto a maneira e a forma de buscar essa comunhão com esse Deus.

Intolerância racial

A pior de todas as discriminações, a racial, étnica e social; onde as pessoas discriminam umas às outras por conta de seu tom de pele, sua origem ou posição social. Como se todos não fossemos seres humanos, como se existisse de fato uma “categoria” “melhor” ou “pior” de ser humano baseado em sua pele, em sua origem.

Na verdade se critica apenas, sem conhecer, sem saber, sem ao menos perguntar. Cada um tem sua vida, cada um tem sua ideologia, sua verdade. Só não podemos mesmo em hipótese alguma impedir o outro de viver, de pensar, de querer, de se expressar.

O que é errado, feio, proibido é mesmo interferir na saúde e livre arbítrio do outro. Afinal, Quem somos para querer determinar como o outro deve agir? Quem somos nós para dizer o que é certo ou errado para a vida do outro?

Se aceitar e aceitar o outro é o que realmente está certo e é como devemos proceder.

Publicidade

#livre-arbítrio