Num ano onde o destaque foram as perdas, a música trouxe razão para não desistir de 2016: foi decididamente um dos melhores anos para o #Pop. Alguns artistas voltaram, outros se lançaram e a grande maioria ousou bastante na sonoridade, o que foi fortemente aceito pelo público.

Tove Lo lançou o álbum “Lady Wood” e com ele um curta-metragem controverso de 30 minutos, nomeado “Fairy Dust”, que conta com as músicas “Influence” em parceria com Wiz Khalifa, “Lady Wood”, “True Disaster”, “Cool Girl” e termina com “Vibes” que tem a participação de Joe Janiak. A obra foi muito bem aceita e elogiada e muitos o definem como o melhor lançamento do ano.

Publicidade
Publicidade

Rihanna começou o ano lançando seu disco experimental e o mais ousado, ANTI, que já vendeu mais de 1.400.000 (um milhão e quatrocentas mil) cópias. O disco, que tem o hit “Work” e faixas excelentes como “Love on the Brain”, “Same Ol’ Mistakes” e “Consideration”, não foi muito bem aceito a princípio, mas agora é enaltecido como um dos melhores álbuns da mesma.

Britney fez um retorno glorioso na música ao lançar seu mais recente álbum, intitulado “Glory”, que mostrou que mesmo depois de anos a princesinha não perdeu seu posto e sabe fazer música pop como nenhuma outra. O disco que conta com dois singles, “Make Me” e “Slumber Party”, foi fortemente enaltecido pela mídia e rendeu uma nota verde para a cantora no Metacritic. Faixas como “Better”, “Change Your Mind” e “Coupure Électrique” foram outros destaques dessa obra incrível.

Publicidade

Beyoncé lançou seu aclamado álbum visual “Lemonade”, que rendeu à cantora indicação ao Álbum do Ano no Grammys e mais de 2.600.000 (dois milhões e seiscentas mil) cópias vendidas. O disco, que conta com os hits “Formation” e “Sorry”, deu à performer nada menos que uma nota +90 no Metacritic.

Lady Gaga mudou totalmente seu estilo ao retomar sua imagem e lançar o CD “Joanne”. Apesar do disco estar vendendo muito bem (mais de 700 mil cópias em 9 semanas), nem de longe chega a ter a qualidade de seus álbuns anteriores e de outros álbuns lançados no mesmo ano. Faixas como “Million Reasons” e “Angel Down” se salvam do restante da obra.

The Weekend lançou o “Starboy”, que conta com composições de Lana Del Rey e até feat. da cantora em uma interlude do mesmo, intitulada “Stargirl”. O CD já passa de 300 mil cópias vendidas e deu uma nota 67 no Metacritic ao cantor. O álbum tem seus altos e baixos e os destaques dele são as faixas “Starboy” e “False Alarm”.

Foi um ano bem movimentado na indústria fonográfica e que valeu a pena acompanhar cada segundo desses lançamentos incríveis. #Álbuns #Famosos