O grupo é famoso por ataques terroristas pelo mundo e recentemente ficaram mais conhecidos e temidos por ataques aos países europeus no qual tiraram a vida de diversos inocentes por conta de uma coisa que pode ser chamada de intolerância. Entretanto, poucos sabem das diversas atrocidades que eles cometem todos os dias nas regiões em que dominam e que pretendem dominar. O costume de matar seus prisioneiros que negam a se converter para o islamismo desta vez foi mais longe do que poderia ser imaginado. Há relatos de que eles estão treinando crianças e jovens para matar seus professores que são cristãos.

A matéria foi publicada pelo jornal Los Angeles Times, que fez uma investigação a respeito.

Publicidade
Publicidade

O grupo extremista que é um dos braços do #Estado Islâmico, Boko Haram - cujo a tradução direta representa: educação ocidental é pecado - está priorizando os ataques a escolas em que o sistema educacional, que segundo eles, contraria a sua fé.

A ONG cristã International Christian Concern (ICC) contou ao jornal que lamenta que agora eles estejam atacando escolas e levando como reféns os estudantes e matando os professores. Há regiões controladas por eles que não contam mais com escolas abertas pois todas foram dominadas pelo grupo.

O fato que mais choca é que os ataques estão sendo realizados por ex-alunos e alunos que foram radicalizados e que darão a vida para defender os ideais extremistas. É ensinado por eles que as educações ocidentais que foram levadas para lá por missionários cristãos, chegou com o intuito de converter todos os jovens ao cristianismo o que é pecado, segundo a religião deles.

Publicidade

O grupo Boko Haram acredita que a terra é plana e que todos os muçulmanos são autorizados por seu Deus para manter pessoas como escravos e que podem matar todos aqueles que eles consideram infiéis.

A utilização de crianças radicalizadas não está só nos ataques as escolas. Eles também estão utilizando e treinando crianças para servirem de homens-bomba e soldados e assim crescem, cada vez mais, o seu poder e o tamanho de seus exércitos. #Terrorismo #Morte