Um caminhão invadiu um mercado natalino nesta segunda em Berlim, na #Alemanha. Segundo as informações da polícia, até agora, são nove mortos e vários feridos. Segundo a CNN, são pelo menos cinquenta pessoas feridas.

O jornal Berliner Morgenpost postou um vídeo em sua página que mostra o local parcialmente destruído, pessoas que foram atingidas e o caminhão com perda total. A polícia está na cena. O caso se espalhou logo porque o caminhão invadiu a feira natalina quando a mesma estava lotada de turistas e moradores naquele horário - 20h na Alemanha ou 17h no horário de Brasília. O vídeo pode ser visto abaixo: :

A polícia afirmou à agência de notícias DPA que o ocorrido está sendo tratado como um típico caso de terrorismo.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o editor do jornal local Bild Berlin numa entrevista dada à CNN, o motorista do caminhão não estava no local.

História repetida: terrorismo com caminhão outra vez?

Diante de tantos casos absurdos nos dias de hoje, talvez não seja tão fácil lembrar de um atentado específico. Mas você com certeza já ouviu falar em outro atentado com caminhões, não é? Nós lembramos para você. Em Nice, na França, outro caminhão atropelou várias pessoas no dia 14 de julho desse ano quando estavam admirando à queima de fogos da comemoração do Dia da Bastilha. Na época, o ministro Bernard Cazeneuve confirmou que, à princípio, 84 pessoas morreram imediatamente e mais de 200 ficaram em estado grave. O Ministério do Interior francês confirmou que o motorista foi morto. A AP afirmou na época que o caminhão estava lotado de armas e granadas.

Publicidade

Logo em seguida, uma agência de notícias ligada ao Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque protagonizado pelo assassino tunisiano de 31 anos Mohamed Lahouaiej-Bouhlel e, de acordo com a agência Aamaq, o autor do atentado organizou essa operação simplesmente para atingir as pessoas que vivem em países que apoiam os EUA no combate ao Estado Islâmico.

O que podemos esperar agora?

Ao que pode ser constatado, ainda mais depois da forte campanha a favor da livre imigração de refugiados, os ataques estão cada vez mais padronizados e frequentes. Só entre 2015 e 2016, já foram mais de 15 ataques. O que podemos esperar para 2017, com Donald Trump na liderança do combate ao terrorismo? Só nos resta esperar. #Islamismo