Período de #Eleições são sempre tensos e sempre geram muita notícia, publicidade, divisões de opiniões e muitas vezes polêmicas. Assim, não foi diferente nos Estados Unidos. Com a vitória de Donald Trump, começam a surgir boatos em torno dos resultados, dando a entender que poderia haver alguma manipulação de massas, através da difusão de falsas notícias pró Trump, motivando tal resultado a favor do candidato republicano, consequentemente, resultando em uma disputa desleal ao cargo de presidência. Mas independente dos meios que geraram este resultado nas eleições dos EUA, surge uma preocupante exclamação: até que ponto um candidato é escolhido racionalmente pelo público? Haveria alguma forma da emoção ou algum outro condicionamento psicológico interferir neste processo?

Muitos estudos relativos a comportamento humano vêm sendo feitos, desde os anos 60, período no qual, foram realizados estudos estabelecendo gatilhos mentais, os quais revelam que não somos criaturas tão racionais como sempre se supunha.

Publicidade
Publicidade

Estes estudos relatam que a mente humana tem parâmetros de decisão automáticos, que podem privar a pessoa de uma decisão racional. Parâmetros estes que poderiam ser muito bem explorados pela mídia, a fim de decidir um resultado de eleição ou impulsionar a venda de algum produto. Estas artimanhas, empregadas a bel prazer da mídia, podem estar contribuindo para implantar todo tipo de modismos e tendências na sociedade, sem que o raciocínio lógico tenha chance de trabalhar contra esses "virus" cerebrais.

Os gatilhos mentais são, hoje, muito utilizados para impulsionamento de vendas, em diversos segmentos, de modo que também pode-se aplicar a outros fins, como por exemplo, decidir uma eleição. Há critérios interessantes que poderia ser aplicável nessa situação, por exemplo: um dos gatilhos mentais é a prova social, ou seja, pessoas tendem a seguir o consenso geral, pois existe uma crença pré estabelecida em nossos instintos, de que a maioria sempre faz escolhas certas, então, se um grande grupo de pessoas compartilham de uma mesma opinião ou tomam decisões iguais, a tendência é que este grupo de pessoas cresça consideravelmente.

Publicidade

Nos dias de hoje é muito normal que as notícias se espalhem e invadam o dia a dia do homem moderno, de tal forma, que deve-se estar cada vez mais preparado a recebê-las, visto que o mundo capitalista busca inúmeros artifícios para conquistar o público, por isso, é muito compreensível que este tipo de condição mental realmente seja uma estratégia altamente difundida na mídia e que realmente gere muitos resultados satisfatórios a quem aplica. Cabe ao público aprender a se proteger destas armadilhas, sendo mais criterioso com notícias recebidas, tentar não ser tão passional com propagandas, tendências ou modismos, pesquisar sobre os candidatos antes de decidir o voto e não depositar todas as fichas nas pesquisas, que nunca vai condizer com o resultado oficial, pelo fato de que a pesquisa resume-se a apontamentos de pequenos grupos de pessoas e nunca uma apuração real, incluindo todos os eleitores, causando divergências consideráveis entre pesquisa e resultado final. #Eleições EUA 2016 #Tecnologia