A mudança de pensamento é sempre necessária para que não caiamos na mesmice, ainda mais quando não estamos satisfeitos com a vida que estamos levando. É necessário estarmos buscando sempre a melhor versão de nós mesmos, sem nunca deixar a nossa essência de lado.

Se você é uma pessoa que não tem conseguido desenvolver novos relacionamentos, novos potenciais e também vive esbarrando em antigas barreiras, sendo elas emocionais ou de sua própria personalidade, o PhD em Coaching (área da psicologia que busca desenvolver o aluno em algum objetivo pessoal), Paulo Vieira, listou seis dicas para que você comece a pensar de maneira diferente e que te dará uma vida mais ‘’sóbria’’ sobre suas escolhas.

Publicidade
Publicidade

1. Se for para criticar (os outros), cale-se.

Diariamente estamos ‘’programados’’ para buscar imperfeições nas pessoas, porém apontar os defeitos e os erros das pessoas que estão a nossa volta não acrescenta nada, tanto para nós quanto para a ‘’vítima’’. Quando deixamos a crítica de lado e focamos na solução, nós nos tornamos mais pró-ativos

2. Se for para reclamar, dê uma sugestão.

Quando reclamamos nas diversas circunstancias que nos apresentamos, tiramos a nossa própria força de mudança e passamos a focar nos erros que são a base dos problemas apresentados.

3. Se for para buscar culpado, busque a solução.

Quando algo sai do nosso controle ou do que foi planejado, a primeira saída que encontramos é apontar os culpados. Porém, isto não tem nada a acrescentar para a mudança deste estado, então o nosso primeiro e único pensamento após um imprevisto é de buscar soluções.

Publicidade

4. Se for para se fazer de vitima, faça-se de vencedor.

Existem pessoas escravizadas pelo vitimismo, chamar a atenção em troca de carinho é essencial para esse tipo de pessoa, porém isto não dura muito tempo e, caso dure, acaba sendo criada uma mente debilitada emocionalmente, buscando sempre outras pessoas para serem suas muletas.

5. Se for para justificar seus erros, aprenda com eles.

Em nosso cotidiano, nossa mente já está automatizada para que nos defendamos contra criticas recebidas. Porém, este nem é sempre o melhor caminho, já dizia Einstein ‘’Loucura é continuar fazendo a mesma coisa e esperar resultados diferentes’’.

6. Se for para julgar as pessoas, julgue suas atitudes.

Como está escrito nas sagradas escrituras: “Com a mesma moeda que julgas, serás julgado”, e “Só Deus pode julgar os vivos e os mortos”, então a nós só compete julgar as atitudes e ações, e de preferência começando a julgar as nossas próprias. #deus #Confiança