Algumas pessoas têm fantasias sexuais um pouco diferentes. Existem casais que sonham em manter relação sexual em público, outros preferem fazer amor ao vivo pela internet. Contudo, o normal é que as pessoas estejam de acordo com o fato. Infelizmente, nem sempre é assim, pois em alguns relacionamentos o homem ou a mulher tem receio de divulgar cenas íntimas, mas o(a) parceiro(a) desrespeita o direito de preservação da intimidade e, mesmo sem autorização, divulga na internet fotos e vídeos com conteúdo erótico.

O site Portal do Holanda divulgou a notícia sobre mais um caso de gravações de vídeos de #sexo não autorizadas que caíram na internet.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, um jovem de 20 anos seduziu uma garota e conseguiu fazer com ela mantivesse relações sexuais com ele. Entretanto, sem avisá-la, o rapaz gravou vídeos do momento em que estava fazendo sexo com a garota e imediatamente divulgou na internet por meio do #WhatsApp. Na gravação, é possível identificar quem são os dois, pois o rapaz se exibia como o garanhão e o rosto da garota também foi filmado. Vale ressaltar que ela é filha de uma famoso empresário, cujo nome não foi divulgado.

De acordo com a versão da mulher, quando ela percebeu que estava sendo filmada, exigiu que ele apagasse tudo imediatamente, fato que gerou uma discussão entre o casal. Discussão que foi tempo o suficiente para que o jovem completasse o upload do #Vídeo e viralizasse nas redes sociais. Além disso, a moça contou que foi ameaçada pelo rapaz com uma arma de fogo.

Publicidade

A mulher prestou queixa sobre o fato e o rapaz responderá por difamação. As investigações já começaram e estão sob responsabilidade da Delegacia da Mulher. A garota solicitou medidas protetivas para preservar a sua integridade física.

Neste caso, é possível observar a atual moda de divulgar intimidades das pessoas postando vídeos sem autorização. Para que isso não aconteça, as pessoas precisam tomar alguns cuidados como: conhecer melhor o parceiro sexual e o seu caráter, além de manter total privacidade durante as relações sexuais, ou seja, celulares longe e desligados. O vídeo do casal já está no WhatsApp, contudo, por questões éticas este site não vai divulgá-lo. Vale o alerta: cuidado, caiu na net, já era.