É comum querermos conhecer quais coisas são consideradas #pecado ou não. Afinal, buscamos sempre tentar andar em linhas retas perante os ensinamentos bíblicos que nos foi deixado. Mas seria fumar algum pecado? A bíblia já mencionou algo a esse respeito?

Temos que ter em mente que quando Deus está condenando algo que gostamos de fazer, acabamos ignorando ou tentando fazer vista grossa.

#fumar se tornou algo completamente normal, embora seja prejudicial para nossa própria saúde, podendo ocasionar diversas doenças. Mas, de fato, não existe nenhum versículo na bíblia que esteja condenando diretamente o ato em si.

Quando ela foi escrita, o tabaco não havia chegado na Europa ainda.

Publicidade
Publicidade

Era proveniente das Américas, sendo usado pelos povos indígenas. Provavelmente, as pessoas do Oriente já praticavam algum tipo de inalação envolvendo fumaça.

Temos que recordar que certos pecados são bem explícitos na bíblia e algumas pessoas fazem cotidianamente. Um deles, por exemplo, é a famosa gula.

Não entenda mal. Embora fumar não seja implicitamente um pecado, é uma prática que faz mal para o próprio bem-estar e deve ser evitado. O fumo tem o poder de prejudicar o corpo cristão, ou seja, ele acaba por prejudicar o templo do Espírito de Deus, e devemos ficar atentos, pois isso sim seria pecar diante do Senhor, de acordo com a bíblia.

Podemos prejudicar o templo do Espírito de outras maneiras também, como usando outros tipos de substâncias ou até mesmo comendo um simples chocolate, só que em excesso.

Publicidade

Antigamente, os cristãos não costumavam considerar o fumo como um tipo de pecado, era até comum alguns pastores serem flagrados em posse de cachimbo ou charutos. Foi mais para a década de 20, quando os males que a atitude trazia foram descobertos, que a Igreja passou a deter um olhar de repreensão sobre isso.

A nicotina presente no cigarro pode viciar e, consequentemente, você estará pecando por cair nos vícios do mundo. Em diversas passagens da Bíblia fica claro a aversão a alguns costumes que podem se caracterizar como viciantes.