A Marie Claire dos Estados Unidos pesquisou e encontrou pontos em comum entre as mulheres que saem com homens casados. Ela selecionou trechos de duas das histórias para mostrar que, ainda que algumas mulheres pensem que “desta vez será diferente”, as chances de darem errado são muito grandes para serem desconsideradas.

De um lado a esposa que culpa o fim do #Relacionamento porque “aquelazinha” roubou seu marido e, do outro, a mulher cujo maior sonho era ter um relacionamento “normal” com o homem pelo qual se apaixonou. De qualquer forma, alguém sempre vai sair machucado.

“O proibido excita demais algumas pessoas. Elas não estão tentando roubá-lo ou tê-lo pra si, o apelo está no fato de que ele está indisponível”, diz do Michael Aaron, terapeuta e autor do livro Mordern Sexuality.

Publicidade
Publicidade

“Ela acha que estar com um cara é o ideal porque ele não vai exigir demais dela, uma vez que ele já é casado.”

Veja a breve história de 2 mulheres que foram amantes de homens e o que acharam delas mesmas.

Paula, 28 anos, Philadelphia

“Encontrei o 'Sr. Casado' cerca de 1 ano e meio atrás. Eu acabei me atraindo por ele porque ele era super engraçado, legal, 'estiloso', generoso, gentil, carinhoso, criativo e aventureiro. Ele afirmou que ele a esposa tinham um relacionamento aberto. Eu sugeri várias vezes que conversássemos com ela, mas ele não tinha coragem. O tempo que passávamos juntos era quase sempre em parques, fora da cidade. Era horrível ter que viver às escondidas. Ele me garantia o tempo todo que sua esposa não se importaria, mas meses mais tarde ela soube e não ficou bem com a situação.

Publicidade

Nossa relação terminou de maneira estranha. Ele me disse para não enviar mensagem ou fazer contato e desde então nunca mais o vi. Faz quase um ano agora. Ainda carrego muita culpa sobre tudo isto. De qualquer forma, no momento estou comprometida com um homem que não é casado e estou super feliz. Com relação ao estereotipo de 'destruidora de lares', eu não concordo. Essas situações tem mais nuances do que parece. Claro, algumas pessoas não têm as melhores intenções. Eu acredito que essas mulheres, incluindo a mim mesma, acreditam realmente que podem fazer essa relação funcionar sem ninguém sair machucado".

Sally, 28, Virginia

“Eu conheci esse cara em uma viagem de trabalho, 3 anos atrás. Nosso relacionamento começou com ele sendo meu chefe no trabalho. Pouquíssimas pessoas sabiam que ele era casado. Ele nunca usou aliança. Ele era muito 'macho alfa', inteligente e muito seguro. Ele também era 10 anos mais velho do que eu e muito tradicional e eu me sentia segura com ele.

Foi apenas depois do primeiro beijo que ele me disse ser casado. Eu não podia acreditar. Fiquei furiosa! Ele começou a me contar como se davam mal e como ela era ruim com ele. Eu acreditei, mas havia momentos em que eu sentia como se estivesse fazendo algo errado.

Publicidade

Separaram-se. Ela mudou de casa e de cidade e ele me levou para a casa que eles viviam juntos e eu me senti péssima, mas vi evidências de que eles brigavam (buracos na parede, enfeites quebrados). E só queria tomar conta dele.

Comecei a ficar chateada porque não fazíamos coisas que os casais 'normais' fazem. Eu conheci alguns dos seus amigos, mas ele não queria conhecer os meus. Terminamos quando eu percebi que todas as coisas das quais ele acusava a esposa de fazer, ele fazia o mesmo. Ele era verbalmente, mentalmente e emocionalmente abusivo comigo. Ele quase me deu um soco na cara durante uma discussão, mas eu segurei o pulso dele e então ele começou a chorar. Ele bebia muito e toda vez que isso acontecia, brigávamos. Demorou um pouco, mas acabei percebendo que o louco era ele.

Depois que terminamos ele tentou voltar com a esposa, mas ela não quis. Eu não suporto esse homem e ele é um constante lembrete dos erros que cometi e como minha autoestima era baixa no tempo em que estivemos juntos".

Os nomes das entrevistadas foram trocados para que permaneçam anônimas. #Polêmica #traição