Não precisa ser um estudante ou profissional em #História, Sociologia, Letras ou outras cadeiras para apreciar a mitologia da Grécia, que é algo tão atemporal e que por isso, ainda nos dias de hoje, permeia o imaginário e a vida concreta de cada indivíduo, ou seja, a mitologia grega está repleta de enigmas que exercem grande atração sobre um vasto número de pessoas.

Conheça alguns dos psicopatas das narrativas gregas, imortalizados através das gerações

  • Cronos: sem dúvida este foi o ser mais perverso criado pelos gregos, pois o filho de Gaia e Urano era o mais novo dos titãs. Urano era extremamente cruel com a esposa e os filhos deles, daí Cronos se aproveitou da oportunidade que teve, matou o pai e o castrou, o que foi a causa raiz do nascimento da deusa do amor Afrodite. Assim que Cronos se tornou o mais novo rei e se casou com sua irmã, Reia, uma profecia o apavorou, pois falava que ele seria tirado do trono por um de seus filhos e assim, ele comeu todos os seus rebentos, menos Zeus que, uma vez crescido, vingou-se do pai e libertou todos os irmãos que tinham sido devorados.
  • Hera: a rainha dos deuses era uma perigosa psicopata, que detinha todo o ódio e a inveja do mundo, agindo muitas vezes sem um pingo de razão. Foi assim quando, por exemplo, Hera descobriu a gravidez provocada na jovem Leto por Zeus (maioral dos deuses do Olimpo e esposo de Hera), o que fez com que a deusa amaldiçoasse a Leto de modo que as crianças não nascessem em terra firme, para que assim a Píton, serpente gigante, perseguisse a mulher nas águas. Hera transforma a linda Calisto em urso quando Zeus se apaixonou pela jovem e ainda desmembrou Dionísio em pedacinhos por ele ter Zeus como pai.
  • Medeia: só por ser sobrinha da feiticeira Circe, isso já funciona como cartão de visitas da agressividade além do limite desta mulher. Medeia se enamorou de uma tal forma por Jasão, que o ajudou a roubar o desejado Velo de ouro, mas depois que conseguiram realizar o intento e estavam retornando, o rei de Cólquida e pai de Medeia, os persegue, sendo impedido de continuar para poder reunir os muitos pedaços de outro de seu filho morto por sua irmã. Um pouco mais à frente, quando o rei Pélias disse que não daria o trono para Jasão, Medeia entra em cena e persuade as filhas do rei, que o cortem em pequenos pedaços e lancem tudo dentro da água fervente.
  • Íxion: era um irresponsável sem precedentes e só tomava decisões erradas, já que ele era filho de Ares, o deus da guerra. Primeiro o jovem casou-se com Dia, filha de Deioneu que, por sua vez, conforme a tradição aguardava o recebimento de um dote pela jovem. Íxion, por não ter pago o dote pela sua mulher, teve os cavalos roubados e ficou furioso. Tramando um plano sinistro, convidou seu sogro para um banquete para lança-lo em um buraco e assassina-lo. Após isso, Íxion não era mais recebido por ninguém em lugar nenhum. A exceção foi Zeus que o chamou ao Olimpo, mas lá o espertalhão resolveu seduzir ninguém menos do que Hera e assim foi preso e jogado no Tártaro, lago de fogo onde penou por toda a eternidade.
  • Afrodite: a exuberante deusa do amor era muito ardilosa, tanto que deu início à Guerra de Troia, causando sofrimento a quem não gostava. Afrodite ocasionou ainda que as mulheres de Lemnos fedessem tanto porque não quiseram adora-la, que todos os homens fugiam dessas moças. Diz o mito que Afrodite fez com que Pasífae se apaixonasse por um touro e concebesse o lendário e perigoso devorador de homens, o Minotauro.

#Europa #Morte