Todos sabem que ser responsável pela educação e criação dos #Filhos não é tarefa fácil. Entretanto, alguns pais demonstram pouca paciência com as demandas dos pequenos e acabam descontando os seus problemas nas crianças e fazendo delas as responsáveis pelo seu estresse, sua falta de tempo, pelo desânimo e pela irritação.

O acúmulo de tarefas e compromissos, profissionais e pessoais, acaba sobrecarregando qualquer pai ou mãe, mas usar os filhos como desculpa e vê-los como culpados pelo cotidiano caótico, além de ser injusto, não irá, de forma alguma, resolver a situação. Antes de tudo é preciso analisar, com frieza e critério, quais os motivos da irritação constante, da falta de paciência e do “pavio curto”.

Publicidade
Publicidade

Depois desse diagnóstico, o próximo passo é combater e se possível, eliminar os agentes causadores de todo esse estresse, para que a convivência com os filhos possa ser mais harmoniosa e produtiva, em um ambiente pautado pelo carinho, pela compreensão e pelo incentivo, valores fundamentais que serão levados por eles por toda a vida.

Não existe padrão ou fórmulas prontas

Obviamente, não se pode generalizar quando o assunto é a criação dos filhos, já que cada indivíduo possui suas próprias características, e isso vale tanto para os adultos como para as crianças. Portanto, é preciso se concentrar nos seus problemas e da sua família, sem levar em consideração o que acontece com os vizinhos e/ou parentes.

Mesmo não havendo uma “fórmula mágica”, alguns caminhos podem ser explorados, como o diálogo, a liberdade, a confiança e a alegria.

Publicidade

Aprender a ouvir os filhos e não apenas ditar regras pode ser também uma boa estratégia para encontrar o equilíbrio entre a educação, os valores morais e o exercício da autonomia que toda criança irá realizar, em uma ou outra fase da vida.

Resolvendo as suas mágoas, frustrações e desencantos certamente a relação com os filhos irá mudar, e ao menos, você terá mais paciência para lidar com a teimosia, a birra e todas as outras experimentações que seus filhos irão fazer, já que esse é um processo natural de amadurecimento e crescimento pessoal. #2017