Não é comum uma cidade do Norte do Brasil ser tão exaltada, tanto para o bem, como para o mal, pelos meios de comunicação, como tem sido #Manaus nesse início de ano. Por que será que tudo isso está acontecendo? Por que Manaus foi alçada aos principais noticiários do mundo? Que interesses estão por trás de todas essas notícias? Como os professores devem ensinar o que está acontecendo? Como capitanear tudo isso para o lado positivo da vida?

Complexo Penitenciário Anísio Jobim

Tudo começou nas primeiras horas de 2017 com a notícia da rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim e do assassinato de mais de 60 presos, dando início a maior crise na #Segurança Pública do país.

Publicidade
Publicidade

Daí para frente o que aconteceu, e ainda está acontecendo, foi o começo de uma guerra de facções que ganharia proporções ainda maiores. Outros presidiários, tomando como exemplo o que aconteceu em Manaus, começaram a matança dos rivais com atos tão dantescos que nem em guerras mais sangrentas têm-se notícias de tamanha crueldade. Cenas gravadas por meio de celulares e espalhadas para o mundo com a rapidez que a internet permite, expuseram ao mundo o fracasso da segurança pública brasileira, além da banalização da violência e da vida humana.

Aldo - Mais Forte que o Mundo

A partir do dia 3 de janeiro de 2017 foi exibida para todo o país, pela Rede Globo, a minissérie “Aldo - Mais Forte que o Mundo”. Ela contou, em quatro capítulos, a história do lutador amazonense José Aldo, um dos maiores ídolos do UFC, contribuindo assim com a divulgação da cidade de Manaus para o mundo.

Publicidade

O maior legado dessa minissérie, não só para os amazonenses, como para todos os brasileiros, principalmente os jovens, é que diante dos obstáculos da vida, não se pode desistir daquilo que se estabeleceu como meta. A minissérie “Aldo - Mais Forte que o Mundo” é um recado claro para os jovens: com trabalho sério e força de vontade é possível mudar de vida. Espera-se que a história de José Aldo sirva de exemplo para muitos jovens que buscam melhorar de vida. Pelo que se viu, José Aldo lutou muito para chegar aonde chegou. O recado é claro: desistir não é uma opção para os que conseguem o troféu da vitória.

Dois Irmãos

“Dois Irmãos” foi mais uma minissérie, nesse início de ano, exibida pela Rede Globo, que tinha como cenário principal a cidade de Manaus. Mais ainda. A minissérie foi baseava no livro homônimo do escritor amazonense Milton Hatoum, que narra à trajetória de uma família de imigrantes que se vê atormentada pela rivalidade entre dois irmãos gêmeos: Omar e Yaqub. Do dia 9 ao dia 20 de janeiro de 2017, em dez capítulos, portanto, a minissérie mostrou para todo o país e para o mundo que na Amazônia, também, existem escritores, e se produz literatura que não fica a dever a qualquer lugar do mundo. “Dois Irmãos” deu aos amazonenses um ar de beleza, de arte, de civilidade, de inteligência, em meio a tantas notícias e imagens ruins que se tem divulgado, nesse início de ano, da cidade de Manaus. #Seriados