Uma #mãe, depois de muito se estressar com seus #Filhos devido à bagunça que eles faziam todos os dias, resolveu inovar na educação das crianças. Ela deixou bem claro, em cada aviso, que tudo teria consequências e espalhou os recados pela casa.

Só quem tem filho pequeno, ou até mesmo adolescente, sabe como é uma dor de cabeça fazer com que eles obedeçam às regras como não sujar a privada quando fazem necessidades, comer toda comida, dar descarga, não deixar roupa espalhada pela casa e por aí vai.

Educar, hoje em dia, se tornou ainda mais difícil com todas essas regras impostas e com crianças cheias de direitos, está cada vez mais complicado, então, o melhor a se fazer é realmente inovar sempre, colocando regras que sejam obedecidas e, caso não forem, aplicar consequências.

Publicidade
Publicidade

Essa mãe mostrou com muito bom humor, que educar vai muito além do pode ou não pode.

Veja os 6 avisos

1- Sobre o resto da comida

2- Xixi na tampa do vaso

3- Sempre esquecem da descarga

4- Roupas espalhadas pela casa

5- Louça suja é um problema

6- Sempre respeite as regras

Muitos não vão concordar e outros vão amar essa ideia, mas cada mãe e pai sabe como educar seus filhos e conhece muito bem a particularidade de cada um, os tempos mudaram e a forma que são criadas as crianças também mudou.

Publicidade

Antigamente se tinha mais respeito pelos pais, o que eles diziam era praticamente uma lei, já nos dias de hoje é bem diferente.

No Brasil, muitas crianças estão virando marginais, assassinos ou cidadãos que só sabem ter direitos porque não tiveram regras ou educação em casa. Claro que esse não é o fator principal, mas contribuirá muito para se tornarem pessoas de bem. Com certeza, esses recados bem-humorados feitos por uma mãe que viu sua autoridade acabando aos poucos, servirão de exemplo para muitas famílias.

Alguns dados

Dos adolescentes que morrem no país, 36,5% são assassinados. Na população total, esse percentual é de 4,8% (Índice de Homicídios na Adolescência no Brasil, 2015). Esse cenário perturbador coloca o Brasil em segundo lugar no ranking dos países com maior número de assassinatos de meninos e meninas de até 19 anos, atrás apenas da Nigéria (Hidden in Plain Sight, UNICEF, 2014). #imagens