Cada vez, se faz mais necessária a divulgação de alternativas bem sucedidas para se viver bem. Nesta linha de raciocínio, o estresse figura como um dos campeões da lista de vilões que corroboram contra a saúde e bem-estar de muitos, mas também é grande estimulante para inventos e criações engenhosas. Atrelada ao estresse está a #Crise financeira, que alguns já driblam a partir da estratégia de aproveitamento e reutilização de itens.

Seguindo a ideia de muitos pensadores que apoiam a afirmação de que a crise oportuniza, e é terreno fecundo para ideias criativas, pode-se observar que o próprio ato de não consumir e reaproveitar o que se possui é a nova tendência.

Publicidade
Publicidade

Entre vitrines e prateleiras cheias de mercadorias, em tempos de crise, a saída é comprar o essencial para a sobrevivência. Nas demais necessidades, transforma-se o que se tem em utilidades criativas, personalizadas e com propósitos atingidos eficientemente, beneficiando a muitos.

Soluções com as ferramentas que se apresentam

Luxo e lixo andam lado a lado quando o assunto trata de improvisar. Imaginar e transformar é a tendência mais consciente e empreendedora dos últimos tempos. A premissa de que tudo se transforma, está dinamizando pensamentos construtivos para uma sociedade mais solidária. Mentes sábias buscam soluções com aparatos disponíveis, viabilizando economia, aproveitamento de materiais e sobrevivência. Surgem soluções surpreendentes vindo ao encontro de situações emergenciais, tais como pobreza e falta de recursos.

Publicidade

Muitos projetos têm se originado da perspectiva de implementação com recursos mínimos. Sugere-se, inclusive, em algumas situações, que os desafios superados pareciam impossíveis, devido à precariedade da matéria-prima. Verifica-se, posteriormente, que este quesito da restrição, determinou e ampliou o sucesso da invenção.

Hora dos criativos

Mais do que nunca precisamos de mentes criativas. Cabeças pensantes, que analisem todos os resíduos com visão de possibilidades infinitas. Vislumbra-se agora, o momento dos inventores, dos desbravadores de ideais, daqueles que estão em busca de inovações constantemente. #2017