Nesta terça feira (31), foi confirmada a mudança para a emissão de vistos para brasileiros, segundo a embaixada americana.

A melhor notícia, é a isenção da entrevista e esta medida já esta valendo, segundo a embaixada. Mas a mudança não é valida para pessoas com mais de 17 anos e com mais de 60 anos. O que muda realmente é que quem tem 14 anos incompletos e mais de 80 anos fica isento de entrevista.

Com essa mudança, dificulta ainda mais a vida dos brasileiros que querem passar férias na terra do Tio Sam, pois agora só poderão ser atendidos nas capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília ou Recife, pois a entrevista é feita somente em uma destas cidades.

Publicidade
Publicidade

Além disto, o alto custo para se tirar um passaporte e um #visto já é um absurdo, além do custo para se locomover até certos estados do país para as entrevistas que normalmente duram não somente um dia, mas chegando a dois dias. Mas o pior ainda está por vir, normalmente a renovação do visto e do passaporte, que eram emitidos para somente 4 anos, terão que ser renovados de ano em ano gerando mais gasto ao bolso do brasileiro.

Entenda agora o porquê desta mudança.

Com a chegada do novo presidente dos Estados Unidos, #Donald Trump, foram anunciadas medidas que proibiram a entrada de cidadãos de sete países muçulmanos – Irã, Iraque, Líbia, Somália, Síria, Iêmen e Sudão.

O Brasil é um dos maiores países do mundo que todo ano envia turistas aos Estados Unidos e, em 2015, o governo brasileiro assinou um acordo para a facilitação da entrada no território americano, não tendo que passar pela imigração, mas com as mudanças ocorridas, a medida que deveria estar valendo no primeiro semestre de 2016 acabou não entrando em vigor, deixando assim a relação Brasil Estados Unidos um pouco estreita.

Publicidade

Semana passada, o embaixador brasileiro Sergio Amaral, disse que acredita que isto irá mudar, pois esta mudança drástica que ocorreu será um mal negócio para os americanos e a concessão de vistos será normalizada para as pessoas que visitam frequentemente o país e poderá sim, facilitar na gestão de Donald Trump.

Agora somente estes países tem a passagem livre sem enfrentar filas de imigração que são: Colômbia, Reino Unido, Alemanha, Panamá, Singapura, Coreia do Sul, México e Holanda.

O Brasil é um dos dez países que mais enviam turistas aos Estados Unidos.