Um simples namoro virtual pode acabar mal, muitas pessoas são levadas a cair em golpes virtuais e perdem não só o amor e a dignidade, mas ainda sofrem a perda de grandes somas em dinheiro e bens materiais.

O chamado "scammer" é um golpista que, com intenções românticas em relação a uma vítima, ganha sua afeição e confiança, para, em seguida, usando esse “amor”, cometer a fraude. Os atos fraudulentos envolvem o acesso ao dinheiro das vítimas, contas bancárias, cartões de crédito, passaportes, contas de e-mail ou, por meio da obtenção de dados das próprias vítimas, para cometerem fraudes financeiras.

As delegacias de crimes virtuais denominam de "fraude de confiança ou o golpe de romance", ou seja, são crimes reais cometidos em ambientes virtuais. Geralmente o malandro atrai a vítima com palavras de amor, promete casamento, amor eterno e quando a vitima já caiu na sua conversa ele dá o bote.

Os golpistas escolhem as pessoas aleatoriamente, mas sempre tem alguém desavisado que cai na lábia desses malandros virtuais. Na maioria das vezes as vítimas escolhidas são mulheres, acima dos 35 anos, carentes de amor, solitárias, que se envolvem num namoro online com desconhecidos estrangeiros, se iludem com as aparências, e tem convicção de que encontraram o amor de sua vida, mas na verdade estão numa emboscada virtual. #golpes virtuais #amor virtual

Como eles escolhem as vitimas?

  • O #scammer cria um perfil no site de relacionamento, onde posta fotos de homens atraentes, bem estabelecidos, deixando o perfil bem atrativo, mas é tudo falso, a pessoa da foto nem sabe que a vitima existe, nem que estão usando sua foto.
  • Geralmente moram nos EUA ou na Europa, suas fotos serão de um homem ou mulher bem apessoada, geralmente com cargos importantes no exército, engenheiro, médico, profissões que impõem respeito e que viajam muito a trabalho.
  • Geralmente se diz solitário, à procura de amor, tem filho(a) e acharam a pessoa ideal (a vítima).
  • Enviam uma mensagem e, caso sejam correspondidos, começam a fase da conquista.
  • Não importa qual seja o método utilizado, após um prazo da criação de um laço de afetivo, pedem alguma soma em dinheiro.
  • Podendo ser: um parente dele morreu, o filho(a) que está hospitalizado(a), que estava viajando e foi roubado(a), etc., e assim mostra uma situação fictícia, onde precisa desesperadamente de ajuda financeira.
  • A maioria desses trapaceiros escreve na língua inglesa, mas com péssima gramática, observem, pois esta será mais uma pista de estar caindo nas mãos de um trapaceiro.

Como se proteger?

  1. Pesquise sempre sobre a pessoa com que está mantendo contato. Faça muitas perguntas, se for um mentiroso(a) logo cairá em contradição;
  2. Desconfie sempre que o assunto for direcionado para perguntas de sondagem relacionadas às suas finanças, emprego, casa, carro, etc;
  3. Bloqueie imediatamente essa pessoa se desconfiar de algo;
  4. Não acredite em pedidos que resultem em depósitos bancários ou envio de somas em dinheiro; isso não é prova de amor;
  5. Tenha muito cuidado com alguém que diz que te ama logo que te conhece e pede para que saia do site de namoro, ou ainda, que prefere falar por e-mail com mensagem privada. Se o seu contato se afastou do site de namoro ou rede social, desconfie, pois eles sempre pedem para a vítima sair da rede social onde se conheceram, para não deixar pistas;
  6. Não envie vídeos ou fotos de nudez a ninguém, eles podem fazer chantagem e publicar nas redes sociais;
  7. Nas redes sociais, fique atento à quantidade de amigos e publicações. Golpistas não postam nada e tem poucos amigos;
  8. Se a pessoa parece muito entusiasmada em te conhecer, mas nunca arruma tempo, afaste-se. Ela está brincando com seus sentimentos, seja para a diversão sexual, para aplicar um golpe, ou qualquer outro motivo;
  9. Se usar bate papo por vídeo, certifique-se de ver a pessoa claramente, descarte o relacionamento se começar a dar desculpas, para não revelar o seu rosto ou de não ter uma câmera;
  10. Se estiver em busca de um amor, evite cadastrar-se em todos os sites e aplicativos de relacionamento que encontrar.