O mundo muda rapidamente, e com a evolução surgem novas formas de pensamento e de posicionamento diante da vida, que afetam as relações pessoais, sociais e profissionais. Por esses motivos, como lembra Renato Russo, “você diz que seus pais não lhe entendem, mas você não entende seus pais”, e surgem os famosos conflitos de gerações.

A Sociologia estudou o #Comportamento de indivíduos nascidos em um mesmo intervalo de tempo. Veja como foram caracterizadas as quatros últimas gerações:

- Babyboomers (nascidos entre 1946 e 1964)

A expressão babyboomers surgiu nos Estados Unidos, quando os soldados, que haviam lutado na 2ª Guerra Mundial, voltaram para suas famílias.

Publicidade
Publicidade

Houve um grande aumento na taxa de natalidade. As maternidades norte-americanas viveram um “boom” em seus berçários.

Características:

- São muito trabalhadores. “Vestem a camisa” do lugar onde trabalham;

- Bastante competitivos, são voltados para os resultados;

- Associam liderança com controle e poder;

- Lidam muito bem a questão da hierarquia: na família, no trabalho, na sociedade em geral;

- Geralmente, status é mais importante do que qualidade de vida;

- A relação com as tecnologias digitais é um desafio;

- Geração X (nascidos entre 1960 e 1980)

Eles viram o mundo se modificar em uma velocidade frenética. Da “grande novidade” das televisões em cores aos microcomputadores que carregam nos bolsos; das rígidas normas sociais à descontrução das questões de gênero.

Características

- Como seus pais, os babyboomers, também dirigem o foco para os resultados e “vestem a camisa” do lugar onde trabalham;

- Possuem um certo “medo” inconsciente (ou não) de serem substituídos pelos mais jovens, da Geração Y, que estão sempre antenados;

- São migrantes digitais: aprenderam a lidar com a web na adolescência ou na juventude;

- Buscam um equilíbrio entre suas vidas profissionais e pessoais;

- Lidam bem com o sistema de hierarquia, mas não tanto quanto seus pais;

- Boa parte tem um nível de estresse elevado;

- Buscam a individualidade, mas a convivência em grupo também é valorizada;

- Geração Y (nascidos entre o fim dos anos 1970 e o início dos anos 1990)

Essa geração se desenvolveu em um período marcado pelo avanço da tecnologia.

Publicidade

As crianças da Geração Y tiveram acesso a bens e serviços que seus pais nem sonhavam em suas infâncias: internet, TV a cabo, microcomputadores e uma infinidade de outras coisas.

Características

- São multitarefas, podendo desenvolver várias tarefas ao mesmo tempo;

- Têm elevada autoestima;

- Geralmente, gostam de desafios e querem fazer tudo do seu próprio jeito;

- Lidar com autoridades e com burocracia pode ser um grande problema;

- São “nativos digitais”;

- Estão sempre conectados;

- Boa parte não se adapta às atividades rotineiras e/ou repetitivas;

- Gostam de compartilhar suas vidas pessoais na web;

- Recebem um grande fluxo diário de informações;

- Geração Z (nascidos entre 1992 e 2010)

Desde pequenos, estão familiarizados com a internet e com todas suas possibilidades. As novas tecnologias, que surgem quase que diariamente em nossos dias, nem as assustam, nem as encantam: simplesmente fazem parte da vida.

Características

- A maioria já não pensa em exercer uma única atividade, ou em permanecer no mesmo emprego pelo resto da vida;

- Conectam-se com centenas de pessoas virtualmente, mas têm dificuldades nas interações face a face;

- Expressam suas opiniões com facilidade, principalmente nas redes sociais;

- Geralmente, são muito ansiosos;

- São multitarefas mas, em geral, buscam fazer apenas o que gostam;

- Apegam-se menos às questões de status e de poder;

- Têm maior consciência social que as gerações anteriores.

Publicidade

Compreender essas diferenças de pensamento e de comportamento pode contribuir para uma relação mais harmoniosa entre pais e filhos, professores e alunos, patrões e empregados, colegas de trabalho.

Não existem geração piores e geração melhores. Existem gerações diferentes. Aceitar as diferenças e a constante mudança do mundo é aceitar a vida em sua mais pura essência. #Educação #Família