Há um ano eu sofria muito com depressão que parecia nunca ter fim, andava de cabeça baixa e tentei por duas vezes cometer suicídio. Em um fatídico dia eu decidi que eu mudaria o caminho em que eu estava fazendo, pois assim passei a construir um caminho mais feliz. No inicio fiquei muito perdida e tinha diversas recaídas em pensamentos ruins, mas com a prática destes quatro #passos eu tive uma mudanças significativas em minha #vida e assim eu venho crescendo mais a cada dia.

1) Tenha paz interior e seja feliz.

Há algum tempo eu li o livro sobre o poder do agora do escritor Eckhart Tolle, que diz que nós somos viciados em pensar e que nossa mente é um mostro por criar tantos pensamentos.

Publicidade
Publicidade

Por isso o maior obstáculo à iluminação são os pensamentos contínuos que nos impedem de encontrar a paz interior.

Pensamos muito para sustentar o nosso ego, pois precisamos sempre ter razão e não só isso: também somos individualistas, competitivos e criamos o drama e o vitimismo. Este mesmo mecanismo do ego tende a sempre projetar problemas do passado no futuro e por esse motivo nós nunca focamos no presente, o que acaba resultando em sofrimento e medo.

Desta maneira, o autor afirma que pensar virou uma doença da mente. O problema é que a mente nos usa, nos controla, pois a deixamos guiar a nossa vida sem nos darmos conta que, na verdade, é possível controlar a mente para vivermos realmente como queremos.

2) Tenha fé, mesmo que você caia

Tenha uma vida espiritualizada e isso fará uma grande diferença, eu não estou dizendo que você deve ir à igreja todos os domingos, afinal uma vida espiritualizada é muito mais que isso.

Publicidade

É ter ética, não discriminar, seja por cor, opção sexual ou qualquer outra opção de vida diferente da sua, na política, na religião ou no time do coração.

É saber que tudo passa, tudo sempre melhora, e por mais difícil que pareça a carga que estamos carregando, quase impossível de seguir em frente, no final ela sempre traz aprendizado e alivio, faz ter valido a pena enfrentar as adversidades, faz ter orgulho de ter chegado aonde chegou sem ferir alguém, magoar o próximo, e fazer as coisas com amor.

Por isso mesmo, em situações muito tristes, viva a tristeza com a fé de que tudo vai melhorar. Não há mal que dure, e isso também vai passar.

3) Para que o novo entre as coisa velhas têm de sair

Vou dar um exemplo simples: um homem convida uma mulher para sair e ela diz que só vai se vestir e que será muito rápido. Entretanto, quando abre seu guarda roupas, ela se depara com muitas roupas, mas nem uma que queira realmente usar. A garota sai correndo e diz para a mãe que não tem nada para usar.

Publicidade

a mãe diz à jovem “eu não vou lhe dar nada, pois seu guarda roupa esta entupido de roupa”.

Pois é, meus caros, é assim que acontece em nossas vidas. Se você está com o coração cheio de rancor, cheio de inveja, por que você acha que tem de ganhar algo a mais do mundo? Por isso, o meu conselho é limpe seu coração, aceitando e perdoando o passado.

4) Não se acostume com o sofrimento

Conhecimento não termina com o sofrer psicológico. O fim deste sofrimento começa com o enfrentamento de fatos psicológicos dentro de você mesmo e ficar totalmente ciente de todas as implicações desses fatos de momento a momento.

Isso significa nunca fugir do fato que é o sofrimento psicológico, nunca racionalizá-lo, nunca oferecer uma opinião, uma teoria, uma ideia ou crença sobre isso, mas viver com esse fato completa e integralmente, sem o avaliar. #mudar