Famosa tanto pela sua arte como pela sua vida, Frida Kahlo é conhecida mundialmente como uma das artistas mais revolucionárias do século XX. Transgressora e com um visual fora dos padrões, ostentava coloridos trajes mexicanos e penteados floridos. Foi uma mulher à frente do seu tempo e cheia de vida, mas também teve que lidar com a invalidez e traições. Tornou-se uma obra de arte viva ao longo dos anos e inspirou diversas pessoas e artistas, e mesmo após a sua morte, virou um ícone das artes plásticas, da moda e do universo feminino.

Publicidade

1. Origem

#Frida Kahlo nasceu Magdalena Carmen Frieda Kahlo e Calderón, em 6 de julho de 1907, em Coyoacán, no México.

Publicidade

O nome Frieda vem da palavra alemã Friede, que significa paz. Ela tirou oficialmente a letra "E" de seu nome por volta de 1935, e desde então se tornou conhecida como Frida.

2. Perna de pau

Aos seis anos de idade, Frida contraiu poliomielite, que consequentemente a deixou com a perna direita mais fina e curta do que a esquerda, fazendo com que ganhasse o apelido de perna de pau. Ela escondia isso vestindo longas saias coloridas, que viraram sua marca registrada.

.

Publicidade

3. Desafios de Tequila

Desde jovem, Frida já desafiava o sistema. Além de praticar esportes como o boxe, ela se juntou a uma gangue e se apaixonou por seu líder. Ela também era conhecida por frequentar festas até altas horas da noite e por ganhar desafios de tequila bebendo com outros homens.

4. Estudos em Medicina

Antes de despontar nas artes, Frida cursava faculdade de medicina. Era poliglota e falava espanhol, francês, inglês e um pouco de russo e alemão.

5. Tornou-se pintora após um acidente quase fatal

Devido a um terrível acidente de ônibus quando tinha 18 anos, Frida sofreu ferimentos graves, incluindo a coluna vertebral fraturada, a clavícula, costelas e pélvis quebradas, 11 fraturas na perna direita e um ombro deslocado, além de uma barra ter perfurado seu abdômen e útero, a deixando impossibilitada de ter filhos. Durante o período de três meses após o acidente em que ela estava imóvel, fez várias pinturas, inclusive autorretratos que ela fazia usando o espelho em sua cama. Isso tudo levou Frida a abandonar sua carreira na medicina e tornar-se #Artista..

Publicidade

6. Mestre dos autorretratos

Em sua carreira, Frida Kahlo criou 143 pinturas das quais 55 são autorretratos. Kahlo dizia: "Eu me pinto porque estou muitas vezes sozinha e porque sou o sujeito que conheço melhor". Seus autorretratos incluem muitas vezes interpretações de ferimentos físicos e psicológicos. Sua pintura mais famosa é o "Autorretrato com Colar de Espinhos e Colibri". Ela frequentemente incluía macacos em suas obras. Na mitologia mexicana, macacos são símbolos da luxúria, mas Kahlo retratava-os como símbolos de ternura e proteção.

7. Bissexualidade

Embora casada com o artista Diego Rivera, seu casamento era conturbado e ambos tinham relações extraconjugais. Entre os casos mais conhecidos de Frida, estão o arquiteto Isamu Noguchi, a dançarina Josephine Baker, a cantora Chavela Vargas e o revolucionário Leon Trotsky. Diego Rivera teve um caso com a irmã de Kahlo, Cristina.

8. Dores de Frida Kahlo

Passou por 35 operações em toda sua vida, além de 3 abortos e uma amputação da perna. Teve de suportar as recaídas de dor extrema e a decepção de nunca poder ter tido filhos. Morreu aos 47 anos de embolia pulmonar.

9. Sobrinha-neta famosa

A cantora e atriz mexicana Dulce María é sobrinha-neta de Frida Kahlo.

10. Filmes Biográficos

Dois filmes foram feitos sobre a vida e obra da pintora mexicana. O filme "Frida, Naturaleza Viva" foi lançado em 1983 e foi um enorme sucesso. Em 2002, outro filme biográfico "Frida", em que Salma Hayek interpreta o papel da artista, arrecadou mais de US$ 50 milhões e ganhou dois Oscars, nas categorias de Melhor Maquiagem e Melhor Trilha Sonora.

11. Viva la Vida

O nome do disco “Viva la vida” de 2008 da banda Coldplay, foi inspirado no último quadro pintado por Frida antes de sua morte, uma natureza-morta com melancias, e em uma delas lê-se: “Viva la vida”.

#Cultura