Nessa quarta-feira, 01, as igrejas cristãs celebraram o início da #quaresma. A Quaresma é o período de quarenta dias, subsequentes à Quarta-feira de Cinzas, em que os católicos e algumas outras comunidades cristãs se dedicam à penitência em preparação para a Páscoa. Durante os quarenta dias que precedem a Semana Santa e a Páscoa, os cristãos dedicam-se à reflexão, a conversão espiritual e se recolhem em oração e penitência para lembrar os 40 dias passados por Jesus no deserto e os sofrimentos que ele suportou na cruz.

O que é Quaresma?

A expressão Quaresma é originária do latim, quadragesima dies (quadragésimo dia). A Quaresma é o período do ano litúrgico que antecede a Páscoa cristã, sendo celebrado por algumas igrejas cristãs, como a Católica, a Ortodoxa, a Anglicana e a Luterana.

Publicidade
Publicidade

O primeiro dia é marcado pela celebração da quarta-feira de Cinzas. Neste dia, os Cristãos recebem cinzas bentas sobre a cabeça, como símbolo fragilidade da vida, para lembrarem da morte, que são pó e que ao pó da terra voltarão.

A Quaresma é marcada pela preparação para a Páscoa do Senhor, festa pascal, que comemora a ressurreição e a vitória de Cristo depois dos seus sofrimentos e morte. Durante 40 dias, os cristãos são chamados à conversão, reflexão, jejum, abstinência de carne, caridade e orações. Durante esse tempo, a Igreja Católica Apostólica Romana no Brasil realiza a #Campanha da Fraternidade. Essa campanha visa ajudar na reflexão e despertar a solidariedade dos seus fiéis em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos para a solução.

A campanha é coordenada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Publicidade

Anualmente, a Conferência escolhe um tema a ser refletido e transformado, além de orienta como pode ser a busca dessa transformação. O objetivo da campanha é chamar a atenção da sociedade problemas mundiais, além de informar e orientar os fiéis a agirem de maneira responsável, justa e solidária. Cumprindo assim o que está escrito nos Evangelhos: amar o próximo e viver em fraternidade.

No último domingo da Quaresma, realiza-se o gesto concreto da campanha através da coleta da solidariedade. Todas as comunidades cristãs católicas e ecumênicas do Brasil fazem a coleta e doam para o Fundo Nacional de Solidariedade e os Fundos Diocesanos de Solidariedade. Os recursos são destinados a projetos sociais da própria comunidade diocesana e para diferentes regiões do país.

Essa mobilização da Campanha da Fraternidade, além de ser uma manifestação de evangelização libertadora, renova a vida da Igreja e transforma a sociedade a partir de problemas específicos, tratados com base nas exigências centrais do Evangelho. #Religião