No geral, as pessoas não estão acostumadas a valorizar o que tem, desperdiçando e adiando as oportunidades que temos de nos relacionar com as pessoas que amamos. Este abandono, às vezes, se complica quando pessoas, que em princípio deveriam nos apreciar, passam a nos desprezar.

Ao sofrer por alguém que nos ignora, não entendemos que isso não é reflexo do nosso valor pessoal, e sim o fato que essa pessoa não nos valoriza porque está acostumada a ter a nossa presença sem esforço, quando e como quer. Às vezes, o único remédio é sair de cena para o show continuar. Aprender a ser ausente quando tudo já foi dito, cobrado, explicado.

Publicidade
Publicidade

A melhor saída dessa situação é por meio da indiferença. Transformar a insistência em abstinência.

Conseguir fazer com que os comportamentos desta pessoa não nos afetem é difícil. Porém, recompensador, vale a pena o esforço, quando se trata de evitar nosso declínio emocional. Ficar perto de alguém assim pode nos machucar, por isso uma boa solução é presenteá-la com a nossa ausência.

Suma da vida de quem você ouviu inúmeros “nãos” e nunca acreditou, de quem pouco se relacionou e muito se cansou, do afeto minúsculo que você sempre aceitou e admitiu a si mesmo que era o suficiente para você. Se livre de quem vive com dúvidas e nunca lhe deu certeza e segurança.

Como posso fazer falta na vida de alguém?

Fazer falta é controlar o impulso de procurar, vasculhar, perguntar. É frear a vontade de entender o que não dá mais para explicar ou de justificar.

Publicidade

Não ligue, não mande mensagens. Saia para se distrair com os amigos, e também encontre um sentido para momentos de solidão. Ore para o pensamento acalmar, em vez de stalkear o perfil da pessoa no Facebook. Deixe de postar fotos em mídias sociais, só com a intenção de passar a imagem que está tudo bem com o objetivo de atingir essa pessoa diretamente. Fique longe do celular enquanto toma um copo de cerveja ou uma taça de vinho.

Em seguida vem à fase mais complicada, pois por trás da nossa raiva pela impotência de nos sentirmos pouco valorizados, se esconde uma grande tristeza e uma sensação de humilhação infinita.

Nesse momento devemos trabalhar nossa decepção e abrir caminho para uma nova vida, deixando tudo o que nos magoa e prende ir embora, gerando um novo caminho de crescimento pessoal, libertação e amor- próprio. #Casal #Relacionamento #Sociedade