Quase um ano após o afastamento de Dilma Rousseff, algumas análises mostram que o tiro saiu pela culatra ao desejarmos sua saída. Veja a seguir sete motivos que comprovam que fomos enganados e que pouco nos importamos com isso:

1 - Pelo fim da corrupção?

Uma das principais bandeiras levantadas durantes os protestos era a luta contra a corrupção. Limpar o governo dos "corruPTos" era fundamental para que o país se reorganizasse e recuperasse sua moral. Entretanto, a corrupção não só continua como boa parte dos corruptos que não faziam parte do governo passaram a fazer. A #Lava Jato sofre um processo de abafamento e o juiz que foi indicado para ocupar a vaga de Teori faz parte da equipe atual do governo federal o que, no mínimo, é estranho.

Publicidade
Publicidade

2 - Por mais crescimento econômico?

O fraco crescimento econômico nos últimos anos de governo de Dilma Rousseff também foi alvo das críticas durante as manifestações iniciadas em 2015. Na votação da Câmara que decidiria a admissibilidade do processo de #Impeachment, vários deputados declararam que "para o país voltar a cresce, sim!". Mas o que vemos no momento é pura estagnação. Nada melhorou e as medidas propostas são mais do que um "remédio amargo", parecem mais um "veneno mortal".

3 - Por mais saúde?

O SUS foi bastante contestado durante o governo Dilma. Mas, após sua saída, a verba para saúde diminuiu. A crise foi usada como pretexto.

4 - Por mais educação?

Educação de qualidade. Isso é fundamental para o desenvolvimento de qualquer país. Mas, com o impeachment, as vagas no Prouni foram reduzidas, o Fies foi limitado, o Ciências Sem Fronteiras cancelado e o Ensino Médio foi reformado, o que promete sucatear ainda mais a educação e dificultar o acesso das camadas mais humildes ao ensino superior.

Publicidade

5 - Por mais empregos?

O desemprego era outro dos principais alvos de críticas nos últimos anos de governo PT. E o que o novo governo propõe para acabar com esse mal? A criação de subempregos. A limitação dos direitos trabalhistas aparece como pseudo-solução para a crise. Estamos dispostos a aceitar migalhas dadas pelo grande capital em troca de nosso tempo, nossas vidas e nossa saúde.

6 - Por aposentadoria digna?

Aposentar-se no Brasil já era difícil e muitas vezes o valor pago era insuficiente para se manter. Agora essa possibilidade parece cada vez mais distante. O governo quer limitar o acesso ao benefício e a ideia de se aposentar apenas aos 75 anos não parece absurda.

7 - Por mais consciência política?

Diante de todos esses problemas o brasileiro, ao invés de admitir que estava errado e que o impeachment não era o melhor caminho naquele momento, prefere torcer pela prisão do Lula. #Lula