Vimos e vemos, e não só na política, um desfilar de corruptos e corruptores formando quadrilhas que se escondem no poder para escapar da punição.

Agora o setor de serviços também revela essa faceta infecciosa a agredir a #Sociedade de consumo. Alimentos com baixa qualidade, fora do prazo de validade ou mesmo estragados têm sido postos à venda no mercado e, em meio a tudo isso, rola ainda a distribuição de propina para liberar esses alimentos impróprios para o consumo.

Tudo isso veio a tona com a Operação Carne Fraca, cujos resultados divulgados nos últimos dias são preocupantes.

Por um lado, verificamos que estamos vivendo uma aparente #Revolução ética.

Publicidade
Publicidade

Nossos pecados vão sendo desvelados aqui e ali e não sabemos onde vai explodir a nova bomba. Mas o importante é que as feridas são expostas mesmo sem termos certeza de estarmos aplicando o remédio correto.

Por outro lado, numa visão estreita e simplista, queremos atribuir a esse ou àquele partido político, a esse ou àquele político em especial, ou mesmo ao governo maior, os resultados desses desvios morais de conduta.

Ao fim e ao cabo, corre dinheiro para o bolso tanto dos que corrompem como dos corrompidos. Também lucram os que oportunamente denunciam, como bem disse É Manchete, porque quando a mídia denuncia, abre espaço para novos negócios: "As empresas apontadas na venda da suposta carne estragada precisaram se explicar e isso custa bem caro".

Percebe-se que a #Corrupção se espalhou por toda a estrutura social.

Publicidade

Os episódios intensamente divulgados ocorridos no campo da política e ultimamente no campo da produção de alimentos, definitivamente, não são fenômenos isolados. Do topo à ponta do sistema vemos desvios de conduta enraizados nas relações sociais, e não será possível enfrentar esse problema com uma simples mudança de poder. É sistêmico, é patológico e é extremamente complexo.

Nessa guerra, entre perdas e ganhos, ganhamos muito com a investigação e a divulgação dessas irregularidades, principalmente em se tratando da questão de segurança alimentar.