Os seguidores de #Jair Bolsonaro e o próprio deputado federal costumam dizer que a grande imprensa do Brasil não gosta do candidato à Presidência da República nas eleições de 2018. Eles parecem estar com a razão.

Na última quarta-feira (8), data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, Jair Bolsonaro visitou a Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo, e foi vaiado por um grupo com cerca de 50 pessoas quando deixava o local.

O deputado federal pelo Rio de Janeiro foi chamado de machista e fascista. “Machistas, fascistas não passarão”, gritavam os críticos do deputado. O fato virou notícia em sites como Veja, Globo, R7, G1 e IG.

Publicidade
Publicidade

Não há dúvida de que um provável candidato à Presidência da República, que se declara como o representante da direita nas eleições de 2018, ser vaiado em uma Universidade historicamente direitista é notícia. Para os seus seguidores, porém, o problema está no fato de que pautas positivas relacionadas a Bolsonaro não viram notícia na grande imprensa.

Exemplos

No dia 19 de janeiro, Jair Bolsonaro viajou até Minas Gerais para participar de um evento. Quando chegou ao Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, o candidato foi recebido por centenas de pessoas. “Um, dois, três, quatro, cinco mil, queremos #Bolsonaro presidente do Brasil”, cantavam os apoiadores do deputado federal. Uma pesquisa no Google mostra que isso não virou notícia na grande imprensa.

Em fevereiro, Jair Bolsonaro foi à Paraíba.

Publicidade

No aeroporto de Campina Grande, o parlamentar discursou para milhares de pessoas que o receberam no local. Novamente, isso foi ignorado pela grande imprensa.

Isso reforça a tese dos admiradores do político de que ele só é notícia quando algo ruim acontece. A briga do parlamentar com a petista Maria do Rosário, por exemplo, é sempre um assunto bastante comentado e relembrado.

Apesar de tudo isso, Jair Bolsonaro aparece bem cotado para as eleições presidenciais do ano que vem. O candidato do Partido Social Cristão tem chances reais de disputar o segundo turno do pleito em 2018.

Veja os vídeos em que Bolsonaro é vaiado no Mackenzie, em São Paulo, e assista também ao vídeo em que ele é recebido por uma multidão em Belo Horizonte.

Por