No #Brasil atual, talvez pelas operações da Polícia Federal, juntamente com a atuação do Ministério Público no combate à corrupção, a palavra #Política vem sendo divulgada com muita ênfase nos meios de comunicação e redes sociais pelo país afora. Todos os dias os telejornais divulgam nomes ou situações de políticos envolvidos em alguma falcatrua. Logo, o cidadão brasileiro aprendeu erroneamente que política tem haver exclusivamente com a atuação dos políticos. Mas o que é mesmo política? Será que o povo brasileiro sabe o que é política?

A palavra política tem várias definições. Uma delas é “ato de governar, de administrar e cuidar das instituições públicas, ou seja, do Estado”.

Publicidade
Publicidade

Originariamente, a palavra "política" foi utilizada pela primeira vez pelo filósofo grego Aristóteles (384-322 a.C). Ele dizia que “Toda ação humana é um ato político”. Por ser um “animal político”, nenhum ser humano vive sozinho, todos precisam uns dos outros para sobreviver e nessa “conivência” elaboraram leis, estabelecem contratados, enfim, fazem política.

Dessa forma, política se refere à vida na polis, ou seja, a vida na cidade. Ela trata das regras de organização da vida em comum, dos objetivos da comunidade e as decisões sobre todos esses pontos. Ainda, para Aristóteles, toda ação humana, como por exemplo, o cozinhar, o vestir, o estudar, é um ato político. Para Maquiavel (1469-1527 d.C) “política é a arte de conquistar e manter o poder”, e para manter o poder, “é melhor que o Príncipe seja temido que amado” – escreve o filósofo.

Publicidade

Para os gregos, a ética era a coroação da politica. Segundo santo Agostinho (354-450 d.C): “O que seria os reinos, ou seja, os governos, sem a ética, se não um bando de ladrões”. Atualmente não existe um ponto comum entre a ética e a política, pois os padrões políticos que se manifestam, na maioria das vezes, conflitam com os valores éticos da sociedade.

No Brasil atual pesquisas mostram que o cidadão está descrente da politica. Desenvolveu-se uma visão generalizada de que a política é algo perverso, perigoso, ruim, distante da vida do cidadão. Tudo isso faz com que cada vez mais as pessoas percam o verdadeiro interesse pela politica.

Se o que caracteriza o homem moderno é a sua capacidade de se relacionar, então, esta é sua maior virtude e, portanto, reside nela à felicidade humana. Enfim, pode-se dizer que política é uma atividade essencialmente ética e, como tal, podemos praticá-la. #Democracia