Presentes no Brasil desde 2014, os #Aplicativos de chamada de transporte, como Uber, Easy Táxi, 99 Táxi, Cabify, entre outros, possuem mais de 13 milhões de usuários, mais de 50 mil motoristas cadastrados e está presente nas principais cidades brasileiras. Eles revolucionaram os meios de transportes por meio de chamadas rápidas, viagens baratas, com conforto - balas e até água – e segurança. Caíram no gosto dos brasileiros por diferenciar-se do serviço tradicional de táxi.

No entanto, essa situação poderá mudar após a aprovação de um projeto de lei, nesta terça-feira (4), na Câmara Federal, que agora seguirá para o Senado e ainda terá alguns debates a respeito.

Publicidade
Publicidade

A proposta, que pretende regulamentar os aplicativos, considera o serviço de transporte de pessoas um serviço público, não mais privado, como vem sendo utilizado pelos aplicativos. Portanto, cabem às prefeituras criar legislação específica para esse serviço.

De acordo com a lei, os motoristas que operam com os aplicativos terão de pagar tributos municipais, contribuírem com o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), possuir CLRV (Certificado de Serviços e Licenciamentos de Veículos), autorização do município e terão de ter veículo próprio para atuarem. Além de seguirem as especificações das empresas que operam os aplicativos, os motoristas terão de se adequarem às normas municipais.

O que está em jogo não são somente as facilidades obtidas por meio desses serviços, mas também a quantidade de motoristas que ficarão desempregados em um momento de dificuldades na economia brasileira.

Publicidade

Por outro lado, estão os taxistas que foram prejudicados por esses novos serviços. No entanto, em vez de dar um passo atrás ao criar obstáculos para essas empresas, poderia ser analisado o que fazer para da um passo adiante. Regulamentar, mas manter a qualidade e a acessibilidade.

Se a lei for aprovada no Senado sem alterações, os clientes podem dar adeus às viagens baratas. Agora cabe aos senadores avaliarem se vão melhorar ou piorar os meios de transporte no Brasil. Está dando certo em todo o mundo, impossível não dar certo aqui também. #Viagem #UBER