Francisco Cândido Xavier foi um homem simples de origem humilde nascido no dia 2 de abril de 1910, na cidade de Pedro Leopoldo, em Minas Gerais. Teve nove irmãos e era filho de João Cândido Xavier, que ganhava a vida como vendedor de bilhete de loteria, e Maria João de Deus, mulher muito católica que lavava roupas para ajudar com a criação dos filhos.

Chico Xavier, como ficou conhecido em todo o Brasil, ficou órfão de mãe aos 5 anos de idade. Seu pai, se sentindo incapaz de criar 9 filhos, distribui-os entre os parentes. Durante dois anos, Francisco foi criado por Rita de Cássia, sua madrinha e amiga de longa data da sua mãe.

Publicidade
Publicidade

Ela logo se mostrou uma pessoa muito perversa, maltratava o garoto com requinte de crueldade. Até garfo no seu ventre Rita de Cássia cravava sem a menor culpa. Nessa época, os únicos momentos de paz eram quando falava com o espírito de sua mãe. Nos diálogos que tinha com a mãe, ela sempre o confortava pedindo paciência, resignação e fé em Jesus Cristo.

“Em nossa terna mãezinha, cheia de santa afeição, sentimos que Deus nos fala no fundo do coração."

Chico Xavier

Ao 7anos, seu pai casou-se de novo com uma mulher de bom coração, Cidália Batista, que exigiu do marido a volta de todos os filhos para que vivessem como uma #Família de verdade. Francisco só foi estudar por insistência da madrasta, que o tratava como se fosse seu filho.

Com 9 anos, começou a trabalhar. Embora a dona Cidália não quisesse, Chico pensava que tinha de ajudar em casa e depois dizia que trabalhar era uma benção incalculável.

Publicidade

Contato e adesão à doutrina espiritual

Em 1927, já com 17 anos, ficou órfão de novo com a morte da madrasta. Logo baixou o desespero porque ele passou a cuidar da sua irmã com problemas mentais, que era um tipo de obsessão espiritual. Por isso, aconselhado por um amigo começou a estudar o espiritismo. Através destes estudos, sua irmã foi curada.

Daí deixou de ser católico para ser um espírita de convicção e nunca mais parou. Orientado pelo espírito da mãe, estudou todas as obras de Allan Kardec. Fundou o Centro Espírita Luiz Gonzaga em um simples barraco de madeira que era do seu irmão.

Em julho desse mesmo ano, começou a psicografar (primeiro ato mediúnico). Publicou suas primeiras mensagens psicografadas em 1928. “Parnaso de Além do Túmulo” foi seu primeiro livro psicografado, isso em 1931. Durante sua vida, Chico Xavier psicografou 400 #Livros e nunca usou nem um centavo, doava todo seu dinheiro para instituição de caridade.

Aos 49 anos, orientado por seus mentores de luz, mudou– se para Uberaba, em Minas Gerais, onde continuou com seus trabalhos no Centro Comunhão Espírita Cristã, mesmo com a saúde debilitada. Desencarnou no dia 30 de junho de 2002, dia em que a Seleção Brasileira sagrou-se pentacampeã mundial. #Religião