Um jogo muito perigoso tem se espalhado pela internet, trata-se do jogo da Baleia Azul. O jogo é praticado através das redes sociais e propõe 50 desafios bastante perturbadores como mutilar o próprio corpo e ao final cometer suicídio.

O surgimento e vítimas do jogo da Baleia Azul

Segundo relatos, o jogo teve início na Rússia e os primeiros casos foram registrados em 2015, quando ao investigar as mortes por suicídio de dois #adolescentes de 14 e 15 anos respectivamente, a polícia encontrou um grupo de um jogo com 50 desafios, no qual o último era tirar a própria vida. No Brasil já há alguns casos de suicídio sob investigação que podem ter sido ocasionados pelo jogo da #Baleia Azul, como o caso da adolescente de 16 anos encontrada morta em uma lagoa no Mato Grosso, a hipótese de participação no jogo foi levantada pois a mesma apresentava cortes nos braços, e também foi registrada uma investigação policial sobre convites para participação do jogo que estavam sendo enviadas a crianças da Paraíba através do aplicativo de mensagens WhatsApp.

Publicidade
Publicidade

Como proteger sua família dessa ameaça

Em diversos países, as famílias têm sido alertadas sobre os riscos desse jogo e algumas orientações têm sido repassadas através de órgãos governamentais e campanhas na internet. Abaixo você confere algumas dicas para evitar que seus familiares sejam expostos a esse risco.

1. Observe o comportamento de seus filhos

Geralmente quem participa desse jogo são pessoas que já têm tendência depressiva, então observe se seu filho apresenta mudanças comportamentais como tristeza profunda, isolamento, falta de apetite entre outros comportamentos estranhos. Caso detecte algum desses sintomas procure ajuda de um especialista.

2. Tenha atenção a sinais corporais nos adolescentes

Se seu filho apresenta cicatrizes ou cortes nos braços e pernas, ou ainda, passou a usar roupas muito compridas sem motivo aparente, pode ser que o mesmo esteja tentando esconder as marcas de mutilação que são um dos desafios do jogo.

Publicidade

É muito importante acompanhar o estado físico de seus filhos.

3. Acompanhe o que seu filho faz no dia a dia e na internet

Acompanhe o que seu filho faz, com quem ele anda, onde ele está e esteja sempre ciente de tudo que ele publica nas redes sociais, confira se há mensagens muito depressivas ou de apologia ao jogo como “Blue Whale” ou fotos e desenhos de baleia.

4. Denuncie os apoiadores do jogo

Se você encontrar pessoas que estejam fazendo apologia ao jogo da Baleia Azul, seja nas redes sociais ou fora delas, a recomendação é efetuar uma denúncia, pois só assim essa prática criminosa poderá ter fim.

Você poderá realizar denúncias concretas através do Disque Denuncia – 181.

Para falar com o Centro de Valorização a Vida que ajuda na prevenção de suicídios basta ligar para o número 141. #Família