Muitas pessoas, ao longo de diversos momentos da história humana, ousaram repetir que o mundo, ou a sociedade global, não é nem um pouco justo. Mediante o contexto político e econômico dos fatos ocorridos no Brasil ao longo do último ano, em que o governo de Michel Temer assumiu o poder, pode-se realmente afirmar que a enxurrada podre de corrupção oriunda dos políticos brasileiros quase que na sua totalidade, dos empresários inescrupulosos e dos líderes religiosos disfarçados de ovelhas, que tosquiam seus rebanhos, realmente atingiu práticas nunca dantes observadas neste enorme país.

Para piorar a situação, bravos cidadãos brasileiros que literalmente defenderam a “pátria mãe” com a sua própria vida foram esquecidos na corrente do tempo e da história.

Publicidade
Publicidade

Outro agravante é que no lugar destes “imortais” surgem os representantes “politicamente corretos” ou, na maioria das vezes, que se beneficiam de algum modo com estrutura bonachona e impotente do governo federal.

Uma das personalidades televisivas e que também é empresário, o qual tem sido alvo do furor da maioria das pessoas que defendem a continuidade das conquistas sociais básicas do povo brasileiro, não é ninguém mais ninguém menos do que o paulistano #Luciano Huck, funcionário da #Rede Globo de televisão.

Por outro lado, para entender melhor o inteiro bojo dos acontecimentos, deve se retornar algumas décadas na história brasileira e mundial, quando no ano de 1945, quase já no final da 2ª Guerra Mundial, a FEB (Força Expedicionária Brasileira) por meio de seus valentes pracinhas, travava um combate de vida ou morte contra as tropas da Alemanha Nazista de Hitler no território italiano de Montese.

Naquela ocasião, somente 3 soldados “caboclos”, frutos da rica miscigenação desta nação, patrulhavam a área, quando se viram frente à frente com uma tropa alemã muito mais numerosa em combatentes, armamentos e munição.

Publicidade

O oficial dos nazistas alemães, imediatamente exigiu a rendição dos soldados do Brasil, uma vez que eram somente três homens.

Qual foi a resposta dos filhos do Brasil? Um terminante não! Recusaram-se a optar pela rendição e lutaram bravamente até perder as suas vidas no gelado campo de batalha na Itália. Os soldados alemães, por meio do seu comandante ficaram extremamente impressionados com os jovens sul-americanos e decidiram por enterrar os três inimigos com honras militares, concedidas em um momento tão pungente. Sobre as lápides dos soldados da #FEB foi escrita a seguinte frase pelos alemães: “Drei Brasilianishe Helden" ou “Três Heróis Brasileiros”.

Agora como que do nada, há poucos dias, o anteriormente citado Luciano Huck, que certamente esteve longe de qualquer combate real com um soldado alemão ou de qualquer outra nacionalidade, o qual é amigo declarado do vexatório Aécio Neves e inúmeros outros integrantes pertencentes à trupe do PSDB, acabou de ser consagrado com uma Medalha de Honra ao Mérito, que é um dos mais respeitados símbolos por algum tipo de serviço prestado à Pátria e das FFAA (Forças Armadas) constitucionais do Brasil.

Publicidade

Não precisa ser um especialista em política nacional ou alguém possuidor de phD para se entender que algo vai mal, muito mal no maravilhoso país gigante da América do Sul. O que você acha do episódio?