Nobody Knows Me é uma canção pop composta pela cantora Madonna em parceria com Mirwais Ahmadzaï. A música fez parte o set-list do nono álbum da cantora American Life (2003).

Madonna revelou em uma entrevista que todos os seus álbuns foram decisivos para sua carreira, inclusive American Life, que teve como plano de fundo uma mensagem feita de forma indireta para o governo dos Estados Unidos, que, na época, estavam em um momento muito delicado. A situação foi após os atentados de 11 de setembro, e os EUA estavam em guerra com o Iraque.

De um lado, vários artistas estavam cantando canções de perseverança para apaziguar aquele clima de terror deixado pelo ataque.

Publicidade
Publicidade

Mas, de outro, estava Madonna com seu senso crítico e rebelde, querendo provocar as autoridades de seu país. Todas as canções do álbum falam do estilo de vida americano, uma atitude proposital que tem o objetivo de criticar a ideologia do sonho americano e as decisões tomadas pelo então Presidente George W. Bush contra um novo inimigo que emergiu.

Na verdade, a letra de Nobody Knows Me fala sobre alguns aspectos da sua própria vida e suas convicções. Apesar de que Madonna usou em sua turnê MDNA Tour (2012) um interlude incluindo o videoclipe da canção. Nele é visto um mosaico feito por imagens de arquivo sobre acontecimentos importantes da história mundial, rostos de personalidades políticas, celebridades, crianças, negros, homossexuais, mulheres paquistanesas e líderes religiosos como o papa Bento XVI.

Publicidade

O videoclipe gerou muitas controvérsias, e uma perseguição política contra Madonna foi instaurada. Algumas pessoas tornaram-se alvo, como a política francesa Marine Le Penn, conhecida por uma forma de política extremista contra os imigrantes e por ser considerada simpatizante nazista, teve sua imagem associada à suástica do nazismo.

Madonna é conhecida por ter uma visão política e intelectual sobre os fatos que cercam seus semelhantes, uma ativista que se dedica a filantropia há décadas, sempre se posiciona contra o domínio hipócrita e patriarcal da igreja católica, a intolerância e o preconceito contra negros, homossexuais e a violência sofrida pelas mulheres no oriente médio.

Ao lançar esse trabalho, Madonna estava se sentindo revolucionária. A resposta do público veio com o fracasso do álbum que continha uma mensagem muito crítica aos Estados Unidos. Mas, não calou a rainha do pop porque ela está sempre provocando e pagando pra ver em cada novo trabalho lançado. #nobodyknowsme