O dia 19 de abril é para todos refletirem sobre a importância da cultura indígena na constituição da sociedade brasileira. Os índios foram os primeiros habitantes desta nação, antecedendo o povo africano no regime de escravidão impetrado pelos portugueses no Brasil.

Este solo foi descoberto em 22 de abril de 1.500, por Pedro Álvares Cabral, recebendo os nomes de: Ilha de Vera Cruz, Terra de Santa Cruz e posteriormente, Brasil. Mesmo existindo em número estimado de cinco milhões de habitantes neste território brasileiro, essa etnia vem sendo #dizimada ao longo de sua existência por diversos conflitos com o homem branco, envolvendo principalmente, questões agrárias.

Publicidade
Publicidade

População indígena é de 250 comunidades tradicionais

Segundo o Censo/2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população indígena no Brasil era de cerca de 896 mil pessoas, divididas em 240 povos. Atualmente, estima-se que essa população atinge pouco mais de um milhão de pessoas, correspondendo a 0,5% dos habitantes brasileiros, tendo aumentado para 250, o número de etnias.

Crianças indígenas morrem de pneumonia e diarreia

Dados da Secretaria de Saúde Indígena (SESAI), indicam morte de 482 crianças indígenas, na Amazônia legal, das 599 que morreram no Brasil em 2015. Constata-se, porém, que essas mortes poderiam serem evitadas com implementação de políticas públicas de saúde, já que elas foram vítimas de doenças como pneumonia, diarreia e gastroenterite.

A Amazônia, apontada como o maior bioma nacional com todos recursos naturais, abriga também, os conflitos entre os que defendem a natureza, como as comunidades indígenas e quilombolas, e os que querem devastá-la em busca de riqueza e poder.

Publicidade

Situações que geram violência e mortes incluem demarcações de terras, queimadas e derrubadas ilegais de árvores. Por diversas vezes, imagens desses conflitos são veiculadas pela mídia nacional. Existem relatos de garimpos ilegais nas Terras Yanomami, fronteira do Amazonas com o Pará. Já nos tempos passados, a hostilidade aos indígenas manifestada pelos portugueses levaram-nos à discriminação, vivendo em clima de medo e insegurança, que perdura até os dias atuais. A população indígena brasileira, vive ainda sob a ameaça do Projeto de Emenda à Constituição, (PEC-215), de cuja proposta de demarcações de terras indígenas podem aumentar os conflitos com esta população. #índios #demarcação de terra