Com a crise na península coreana aumentando a passos largos e com os Estados Unidos, a Coreia do Sul e o Japão mobilizando recursos militares impressionantes da região, é comum que as pessoas se perguntem o motivo de os Estados Unidos não atacarem a Coreia do Norte, já que a potência norte-americana é "bem servida de armas e de recursos", tanto materiais quanto humanos.

Para que essa pergunta seja respondida, é preciso primeiro compreender a #Guerra da Coreia.

Guerra da Coreia

A Guerra da Coreia começou em 1950. De um lado, estavam comunistas norte-coreanos - liderados por Kim-un Sung (avô do atual ditador Kim Kong-un) - apoiados pelos comunistas chineses e soviéticos; de outro, os sul-coreanos, totalmente apoiados pelos Estados Unidos da América.

Publicidade
Publicidade

A guerra foi sangrenta. China, EUA e a antiga União Soviética lançavam nos campos de batalha literalmente todo o arsenal armamentício de que dispunham.

Depois de pouco mais de três anos de guerra, com baixas de mais de 4 milhões de pessoas, incluindo militares e civis, foi assinado um armistício em junho de 1953, colocando uma "pausa" no conflito. Tecnicamente falando, a Guerra da Coreia não acabou. Ela apenas estaria "suspensa" até o momento.

Como consequência deste "tratado", foi criada uma faixa militarizada gigantesca, que hoje separa as duas Coreias.

Atualmente, essa área só é de passagem autorizada para militares e concentra enorme poder de fogo, de ambos os lados.

Contudo, a parte da "Coreia do Norte", ao longo dos tempos, foi agregando milhares de armamentos, como artilharias, antitanques e muitos outros, com altíssimo calibre, de 170 a 330 mm, ou seja, com poder de destruição gigantesco.

Publicidade

Boa parte dessas armas está apontada para as defesas sul-coreanas, mas o restante delas apenas aguarda eventual ataque à capital da Coreia do Sul, Seul, que fica a apenas 50 km da "divisória". O local é intensamente habitado, tendo mais de 25 milhões de habitantes.

Coreia seria capaz de combater com os EUA?

A princípio, em vista dos modernos armamentos norte-americanos, seria bem improvável que a Coreia do Norte conseguisse realmente guerrear com os #EUA.

Entretanto, permanece a preocupação com a capital da Coreia do Sul. Especialistas acreditam que esta seria atingida em pouquíssimo tempo se uma guerra fosse declarada pelos Estados Unidos. Além disso, que é bem difícil que os norte-coreanos usem armas nucleares, até porque qualquer retaliação vinda dos EUA e seus aliados certamente varreria a Coreia do Norte da Terra.

Assista ao vídeo para mais informações: