A luta é interior, precisamos continuar a batalha exterior entre o bem e o mal, e deixar de ser meros figurantes para sermos atores de uma história com um final feliz.

Mas,como pensar em um final feliz, se cultivamos a negatividade, se estamos sempre nos afastando do que é correto, principalmente quando ninguém esta por perto?

Todos nós temos a escolha de fazer o bem ou o mal, porém depois que escolhemos o bem queremos vagar pelo mal, então acabamos fazendo o bem quando nos convém e o mal quando achamos necessário. É claro que, não somos sempre bonzinhos e que é muito difícil domar os nossos sentimentos e com isso nossas ações.

Publicidade
Publicidade

Nesse momento em que vocês estão lendo esse artigo, há várias pessoas tramando as mais cruéis das maldades: assassinatos, roubos, tráficos de pessoas, bullying, corrupção, tanto que vem de baixo quanto a pior que é a que vem de cima, daqueles que deveriam cuidar do dinheiro público e aplicá-lo do jeito correto, em favor do povo, prostituição, inveja, ganância, superioridade, domínio injusto e todo tipo de injustiça.

A lista de maldades às quais estamos expostos é muito grande e continua crescendo a cada dia e a cada momento. E querendo ou não fazemos parte de tudo que acontece ao nosso redor.

Estamos acostumados com a #Violência, nos filmes, nos jornais, na internet, nas novelas que entram nas nossas casas todos os dias, invadem as nossas mentes e que de alguma forma nos molda e até mesmo muda nossas ações.

Publicidade

Quem nunca passou em uma banca de jornal e disse: Não tem nada hoje, por não ter visto alguma crueldade? Ou os noticiários que informa destaque de hoje ou da semana: Sempre alguma coisa ruim...

Ou até os filmes de ação, que sempre são os melhores quando tem muitas mortes e violência. E o que dizer sobre a violência que é um esporte? Das lutas onde precisam parar o oponente quase que acabando com a vida dele?

Sim, estamos aplaudindo e vivendo com a violência, sem nem mesmo nos dá conta disso.

A nossa sociedade esta doente, por conta de tudo isso! E o pior essas trágicas situações estão saindo das telas e virando realidade. Sim, a violência esta em alta! Fazer maldade, também!

O desrespeito com o ser humano já atinge um patamar muito elevado, onde notamos que os seres humanos deixam de ser um humano para apenas tornar um ser. Um ser que deveria ser pensante, e que por ser assim conseguiria dominar a si mesmo, de forma que o diferenciasse dos animais.

Um ser dominado e influenciado pelas maldades que o assola, mas que independentemente disso continua estabelecendo o caos.

Publicidade

Sim, fazemos parte disso e precisamos nadar contra a maré, nada é fácil e fazer o bem é uma das coisas mais difíceis do mundo.

Falar é fácil, porém fazer nos remete a ficar longe de tudo que é ruim e das influências que facilmente nos envolvem.

Também é importante que nesse instante há pessoas que são extremamente bondosas que estão praticando essa arte, sim uma arte que não é para qualquer um. Precisamos nos acostumar com as ações que nos levam a praticar o bem, mudar nossas atitudes mediante o que vemos e principalmente com as nossas ações.

Queremos muito ir para o Céu, ser salvos, ir para o paraíso, viver com Deus, viver em paz. Mas, para isso precisamos interiorizar o bem e sempre procurar agir dentro da escolha que fizemos. De nada adianta, falar que estamos servindo a Deus, dizer que somos seus servos, e nos agarrar nas religiões, para esconder nossas ações, ações ilícitas que destroem os nossos semelhantes e desagrada a Deus...

E assim, caminha a humanidade. Praticando o bem quando lhe convém e o mal a seu bel prazer, sendo a violência um reflexo de nós mesmos. #Opinião #Religião