Um #professor de uma escola pública da Paraíba, realizou uma aula um pouco diferente do que comumente é visto. Ele decidiu promover uma intervenção no Dia Internacional de Combate à Homofobia, e , foi dar aula vestido de drag queen para a surpresa dos alunos. O professor leciona química, e, fora do ambiente de trabalho é conhecido como Friday Manson.

Ele conta que desde quando começou a lecionar, há 7 anos, é o tipo de professor que sonhava em ter. " Quando eu estudava, pensava que não poderia ocupar certos espaços porque a sociedade dizia que aquele espaço não era para quem é #homossexual."

Friday tem 25 anos e é graduado em Licenciatura em Química, também tem mestrado em Ensino de Química e na dissertação que fez apresentou o tema "Relações de Gênero na Ciência".

Publicidade
Publicidade

Ele é Drag queen há mais ou menos dois anos, e conta que, quando realizou aquela aula caracterizado de drag, quis mostrar aos seus alunos que não há limites para os sonhos.

Manson diz que não quer que de nenhuma forma seus alunos se sintam como ele se sentia a algum tempo atrás, ele fala que por muito tempo pensou que não pudesse ter um emprego apenas pelo fato de ser homossexual.

" Muitos LGBTs desistem da escola, da faculdade, por não se sentirem amparados" - contou. A intervenção que fez foi com total apoio da escola, e o intuito era de fazer com que os adolescentes refletissem sobre as diferenças, desconstruindo-as.

Vários alunos, não só os LGBTs, mas os negros, os que não tem condição social favorecida e até mesmo as mulheres, por vezes, sentem-se incapacitados de ocupar espaços na sociedade, uma sociedade que oprime e limita.

Publicidade

Eu quero que com essa atitude, os alunos reflitam e nunca se sintam impotentes para realizarem seus sonhos.

A reação

Apesar de já ser do conhecimento da maioria que o professor é drag queen, e de ele já ter participado de eventos em outras escolas vestido como tal, Manson contou que foi a primeira vez em que foi dar aula montado, e neste dia, a química foi deixada de lado e em seu lugar o professor discutiu tudo o que o dia representava para ele, segundo ele, o comportamento dos estudantes foi a mais agradável possível.

Muitos emocionados, alguns foram perto dele para agradecer a aula, ele contou que um certo estudante disse que ele era uma referência de #LGBT e que sua perspectiva sobre o assunto havia tomado outra direção.“Eu até chorei, porque realmente era essa a intenção".

Na escola de hoje é importante ressaltar as diferenças como algo positivo em nossa sociedade, todos nós sabemos que é na escola em que a maioria da violência se inicia, principalmente a psicológica, o bullying, e é preciso desconstruir, é necessário coragem para lutar por um lugar mais justo e com menos preconceito.