Já notou que existem semelhanças entre o momento político que envolveu o Golpe Militar de 1964 e 2017?

Claro que na década de 60 a situação era muito mais "caótica". Não existia liberdade de imprensa e de opinião, o que não foi tão afetado assim atualmente.

Veja abaixo em quais pontos esses dois momentos históricos se parecem.

Crise econômica

Em 1960, houve uma espécie de "bloqueio político", o que, conjuntamente com "erros" perpetrados pelo Presidente João Goulart, acabaram levando o Brasil a experimentar uma crime econômica gravíssima, com inflação de 90%.

Mas o período de "surpresas" e "incertezas" era o mesmo. Naquela época da história do país, os abalos trazidos pela Guerra Fria acabaram deixando a população e a #Política mais conservadora.

Publicidade
Publicidade

Hoje em dia não é muito diferente. Nomes como Jair Bolsonaro (polêmico e ácido) estão cada vez mais em evidência para ascender ao poder.

Governo Goulart era "reformista"

Qualquer semelhança é mera coincidência? Pois é. Na década de 60, João Goulart tinha ideias reformistas, como o atual presidente Michel Temer. Goulart pretendia fazer diversas reformas: agrária, fiscal, bancária e outras, que fariam com que o país tivesse uma distribuição de renda e riqueza "mais justa".

Hoje, ainda que a questão política seja frágil no país, a população está mais mobilizada (vide constantes manifestações sociais sobre temas diversos).

Protagonismo da classe média

Na época do Golpe Militar, boa parte da população tinha "perfil esquerdista" e a insatisfação popular era intensa. Hoje, pelo jeito, nada se alterou.

Publicidade

As constantes revoltas contra o governo eram (e são ainda hoje) protagonizadas pela classe média do país, sempre com auxílio de entidades sindicais e profissionais, como a Ordem dos Advogados do Brasil. Viu a semelhança?

'Levante' dos partidos conservadores

A mesma coisa acontece com partidos políticos. Foi a mesma situação em 1964. A oposição radical e conservadora começa a se levantar e a ter legiões de adeptos.

Sabia que o PMDB (naquela época, MDB), era a "oposição" ao governo?

Discurso "antipolítico"

Em 64, era comum ouvir que "nenhum político prestava" e que todo o sistema do país estava "falido". Novamente, está observando bem as semelhanças? Parece que se vive, hoje, em 64, e não em 2017.

'Mídia golpista'?

O impeachment de Dilma, querendo ou não, foi fomentado pela imprensa. Naquela época, isso também ocorreu.

Substituição dos militares pelos juízes?

No que parece, em 2017, os militares foram substituídos por juízes, como Sérgio Moro, bem como pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

Publicidade

Golpe Militar começou com "abalo institucional'

Em 31 de março de 1964, houve a rebelião militar que deu azo a um golpe no Congresso Nacional. Com isso, a presidência da República foi declarada "vaga". Depois disso, o primeiro presidente do novo regime, General Castelo Branco, foi eleito.

Viu só como o panorama político e social que permeou o Golpe Militar de 64 é bem parecido com o contexto político social? Para você, isso é bom ou ruim?

Veja os vídeos e tenha suas opiniões distintas sobre o período da Ditadura Militar no Brasil:

1) "Não houve Ditadura no Brasil":

2) "Ditadura 'cruel' no Brasil"

Agora só resta aguardar os próximos capítulos da série "Brasil Of Cards" para saber "se termina em 'golpe' ou não".

E você, o que pensa sobre a situação política atual do Brasil?

#CrisePolítica #DitaduraMilitar