Apesar de não gozar mais do prestígio que já possuiu entre povos como os Astecas, que devoravam inimigos capturados, o #canibalismo não desapareceu do mundo moderno, onde é praticado por alguns indivíduos. A seguir, estão listados cinco dos casos mais chocantes de canibalismo a ganhar as manchetes dos jornais.

1 - O anúncio alemão

O alemão Armin Miewes era ainda um pré-adolescente quando desenvolveu o desejo de matar e comer outro ser humano. Ele, porém, apenas realizou esse sonho quase trinta anos depois, aos 39 anos de idade. O mais surpreendente talvez seja o fato de que a vítima de Miewes, Bernd Brandes, um engenheiro de Berlim, ter consentido em ser assassinado e devorado.

Publicidade
Publicidade

Em um site dedicado a fetiches ligados a canibalismo, Miewes postou um anúncio procurando por alguém de entre 18 e 30 anos para ser devorado. Brandes foi o único a aceitar. Ele foi até a casa de Miewes, em Rotenburg, para ser devorado. Primeiro seu pênis arrancado e preparado para consumo, depois Miewes matou-o e guardou o corpo no refrigerador para ir sendo consumido.

2 - Irmãos canibais

Dois irmãos que a polícia identificou com os nomes Timur e Marat mataram e devoraram o irmão mais velho, que a polícia identificou com o nome Rafis. A polícia desconfiou das informações fornecidas sobre o desaparecimento de Rafis e as investigações acabaram levando à descoberta do esqueleto da vítima no quintal dos irmãos.

3 - Para servir um homem

A australiana Katherine Knight sofria maus tratos do marido com John Charles Thomas Price.

Publicidade

Ela os esfaqueou mais de trinta vezes, decapitou-o, assou a carne das nádegas dela com legumes e serviu-a aos filhos do casal.

4 - O Zumbi de Miami

Em Miami, Rudy Eugene, totalmente pelado, espancou e deixou inconsciente um sem-teto e comeu boa parte do rosto dele, inclusive seu olho esquerdo. Recusou a se afastar do corpo quando o policial que atendeu à ocorrência mandou e acabou sendo baleado cinco vezes. Por motivos evidentes, Eugene foi apelidado de o Zumbi de Miami.

5 - Há males que vem para bem

Pessoas diferentes reagem de maneiras diferente ao trauma de um acidente. David Playpenz, morador de Londres, sofreu um acidente e acabou perdendo um dedo. Depois de ir ao hospital para fazer os procedimentos de amputação, ele cozinhou e comeu o dedo.

6 - Devorado pelo guia

Em 2011, o alemão Stefan Ramin visitou a ilha de Nuku Hiva, localizada no Oceano Pacífico, com sua namorada. O guia Henri Haiti saiu com Ramin, com o pretexto de mostrar-lhe uma tradição do local. Ele voltou sem o turista para o local combinado. Quando Heike interrogou-o sobre o paradeiro do namorado, ela a atacou. Heike escapou e avisou as autoridades, que descobriram que Henri havia devorado Ramin.