Algumas pessoas não conseguem entender o porquê de algumas religiões e seus adeptos serem tão severamente criticados nos dias atuais, mas quando, por exemplo, um desses ditos religiosos ofende gratuitamente a memória de um terceiro, ou mesmo compartilha a alegria pela morte de seu semelhante, certamente essa pessoa está longe de ter Jesus Cristo no coração, pois como disse o próprio líder maior do cristianismo, os seus verdadeiros seguidores seriam reconhecidos pelos bons frutos que produzissem.

Em um país dito laico como o é caso do Brasil, ou que a #Religião não deveria se intrometer nos assuntos do governo, surge uma pessoa insana, que é a internauta Estela Maria, escrevendo um comentário em uma notícia veiculada pelo jornal Extra acerca da trágica morte da jovem cantora de forró Eliza Clívia, ocorrida em um acidente de trânsito em 16 de junho na cidade de Aracajú.

A mulher ousou dizer que estava aliviada pelo planeta Terra ter se livrado de mais uma “pecadora nordestina”.

Publicidade
Publicidade

Sim, é isso mesmo, você não leu errado, pois a tal de Estela disse que a ex-vocalista da banda “Cavaleiros do Forró”, mereceu morrer dessa forma, uma vez que vivia praticando a luxúria.

Como se não bastasse tamanha estupidez, a mulher disse que Eliza foi punida por Deus, por não viver de acordo com as regras do Criador e que a cantora morreu foi tarde.

Foi o que bastou para que outros usuários da rede virtual criticassem o comportamento de Estela Maria, a cristã hipócrita, cujo comportamento se assemelha mais ao de um dos assassinos do próprio Cristo no 1º século.

Os demais internautas disseram que a mulher, que se alegrou com a morte de um semelhante, se utiliza do nome divino para causar polêmica e querer aparecer.

Grande número de evangélicos e católicos ainda criticaram o comportamento alucinado da leitora, que teve prazer com a morte de uma outra pessoa; tanto é assim, que uma fã de Eliza disse que Estela está é envenenada pelo ódio e se esconde debaixo da máscara de crente, dando um péssimo testemunho para os fieis de verdade.

Publicidade

Mas nem todos foram tão comedidos em responder à mulher e falaram que ela se porta igual a uma seguidora de Satanás, o Diabo. Além do que, o comentário da crítica infeliz revela um preconceito explícito contra o povo nordestino, pois o desequilíbrio na frase é percebido claramente quando ela escreveu “menos uma pecadora nordestina no mundo”.

É por este e outros motivos, principalmente para quem verdadeiramente acredita em um Deus amoroso, imparcial e perdoador, que as religiões tradicionais que têm representantes como a irracional Estela Maria e muitos membros da bancada evangélica, deveriam de uma vez por todas ser extintas.

Vídeo dos últimos momentos de Eliza Clívia viva e cantando

#Eliza Clívia #Acidente