A tendência humana é estar mais vulnerável a prática do mal do que do bem. Somos bombardeados o tempo todo com notícias ruins e com uma violência desmedida que, de certa forma, nos influencia ao longo da vida.

Com as dificuldades da vida, com as oportunidades cada vez mais escassas de sucesso profissional, muitas pessoas mudam de caminho ou já tem uma ideia de que o crime compensa mais do que trabalhar e começam a praticar delitos que se agravam a cada dia.

Esses atos acabam os conduzindo para as penitenciárias, onde todo sonho de uma vida fácil acaba virando um pesadelo. E para piorar essas questões, as drogas ainda colocam muita gente atrás das grades.

Publicidade
Publicidade

As drogas chegam como uma forma de ajudar a dar coragem para um criminoso agir, e eles abusam da situação, dizendo que estavam sob efeito delas para fazer uma arruaça na sociedade. Porém, não rasgam dinheiro e são até muito inteligente para planejar seus atos que se dizem insanos.

Então, os presídios têm a responsabilidade de socializá-los e colocá-los novamente nas ruas! É para isso que servem, para mudar o pensamento, #Comportamento e as ações dos que lá estão.

Mas, achamos que por terem cometido delitos contra a sociedade, a forma de pagar pelo que fizeram é sofrendo o máximo possível! Sendo assim, nos parece bem claro que os nossos governantes também pensam desse jeito! Sim, uma população que cresce absurdamente, que não é vista pelos nossos governantes como prioridade.

Não há nenhuma prevenção para que não cheguem nesse verdadeiro inferno! Além do mais, nós também fazemos parte dessa visão.

Publicidade

Como vemos, não tem ajudado em nada, não se muda ninguém dentro dos presídios. Só pioramos as coisas! O bandido apenas entra para a faculdade do crime e sai de lá pior do que entrou.

Enquanto não cuidarmos da sociedade carcerária de nosso país continuaremos tendo o retorno do mal que ajudamos causar, entrando de um jeito e saindo cheio de fúria. Sim, falo daqueles que entram como ladrões de galinhas e saem como verdadeiros terroristas que vão aterrorizar a sociedade, a mesma sociedade que se esqueceu deles.

O que fazer, então, para frear essa violência? Primeiro, agir na prevenção. Uso de drogas deveria ser crime? Sim, isso ajudaria muito a não deixar que muitos que entram não escolhessem esse caminho. Seria feito trabalhos de prevenção nas escolas, colocando bem claro as penas da lei e tudo mais.

Como combater o tráfico se o usuário é livre. Ele é quem sustenta e é ele que procura as drogas, não é mesmo? Os presídios precisam se multiplicar, se possível em todos os bairros ter o seu.

Publicidade

Isso geraria muito emprego e ajudaria na segurança. Desse jeito seria mais fácil conter e cuidar dos presos.

Os presos precisariam trabalhar para cuidar de si mesmos, ganhariam salários e se sustentariam. Eles pagariam sua comida, vestimenta, aprenderiam uma profissão, fariam a própria limpeza das celas que seriam individuais e do presídio. Fariam também trabalhos sociais, visitando doentes, asilos, indo para instituições religiosas, de acordo com aquilo que queiram seguir.

Também participariam de programas que ajudariam a sociedade, juntamente com a prefeitura de cada lugar: pintura de praças, casas, contenções, infraestrutura, saneamento básico etc. Com ajuda do Exército em todo esse processo.

Isso acabaria com a corrupção que acontece dentro dos presídios e com todo o dinheiro que é gasto com a manutenção de tudo isso. O dinheiro que é gasto com os presos seria gasto com mais presídios e com a segurança deles.

E os #Direitos Humanos? Bem, seria aplicado aos presos a mesma lei que nós cumprimos, que é trabalhar para sobreviver. Não há necessidade de maus-tratos.

Isso tudo para com os detentos que forem qualificados, não para aqueles que são extremamente perigosos. Esses não poderiam ser presos na comunidade. Deveriam cumprir penas longe da sociedade, mas com cadeias melhores e com celas individuais. Sem nenhum alarde da mídia.

Já os que trabalham na carceragem deveriam receber melhores salários, terem armas melhores e ajudarem na recuperação dos detentos. Não é pena ser bonzinho com quem não merece, não! Eles cumpririam suas penas para pagar pelo que fizeram! O problema está em como estamos fazendo isso, que nunca funcionou.

Enquanto pensar em apenas punir, vamos punir e em troca seremos punidos. Na verdade, estamos perpetuando e cultivando em nossos presídios o crime. Todos precisam trabalhar para que não tenham tempo de pensar e fazer o que é ruim.

Precisam ter a visão de que o crime não compensa! O que vemos é o que a prisão tem feito se morássemos no inferno: o crime sempre iria compensar.

A mudança precisa ser imediata! Alguma coisa precisa ser feita! #Reforma política