Na Bíblia Sagrada, está escrito em Romanos 12:19: “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira de Deus, porque está escrito: Minha é a vingança, eu retribuirei, diz o Senhor.”

Sim, o melhor juiz é aquele que é justo. Porém, é muito difícil, para nós, não julgar e não querer que a #Justiça seja feita quando algum ato de alguém, que consideramos errado, acontece conosco.

Ficamos chateados, furiosos, descontrolados e isso faz muito mal ao nosso espírito e ao nosso coração. Sem contar que podemos ser levados a fazer atos piores do que aquele que foi feito contra nós.

Há vários casos de brigas entre famílias por heranças, que têm imóveis que estão todos caindo aos pedaços, simplesmente por vingança daqueles que não querem abrir mão de alugar, vender.

Publicidade
Publicidade

Quantos assassinatos são cometidos por que alguém quer ficar com uma herança ou se vingar de alguém que a tem.

A vingança é tão perigosa que ultrapassa décadas e várias gerações, famílias que nunca se deram bem e que sempre continuam a fazer o mal umas as outras por algum desentendimento no passado que guardam e passam de geração em geração. Os que nascem, nem mesmo sabem ao certo o que aconteceu, porém já nascem com raiva dos outros.

Na justiça pelas próprias mãos não há misericórdia, é olho por olho, dente por dente. Isso é muito perigoso. Recentemente, quem não se lembra do caso que aconteceu em São Paulo do rapaz que foi acusado de querer roubar uma bicicleta? Sim, aquele que foi tatuado na testa [VIDEO] ‘’eu sou ladrão e vacilão’’.

O tatuador que fez isso gravou e colocou nas redes sociais para dizer que esse sujeito já não roubaria mais.

Publicidade

Será que é assim que funciona? Nas redes sociais apareceram muitos que apoiaram e disseram que isso seria pouco. Uma reação violenta que contagiou muita gente, poucos foram os que diziam que isso era errado.

E se fosse o seu filho? Qual seria a sua reação? Sim, fizeram justiça com as próprias mãos! E agora, qual é a situação do tatuador e de quem o ajudou a torturar o rapaz? Vão sofrer as penas da lei por tudo que fizeram contra ele.

Uma ação impensada! Sem conhecer a história de vida do rapaz e de toda sua #Família. Assim é a nossa sociedade, julga sem saber e sem conhecer os fatos e isso é preocupante, pois pode condenar alguém injustamente.

Quando aplicamos a justiça, vemos apenas o ser humano como um animal descontrolado que precisa ser domesticado e tirado de cena. Precisamos, então, da misericórdia para lembrar que quem estamos avaliando é uma pessoa que, como nós, tem família, trabalha, pensa, tem problemas, pode ser doente. A mãe do garoto tatuado fala que quer justiça.

Não estamos aqui defendendo bandidos, mas ajudando as pessoas de bem a não fazerem pior do que o que foi feito.

Publicidade

São pessoas de valor se transformando em bandido porque não pensam, acabam fazendo o mal e sofrendo as penas da lei por aquilo que fizeram.

Deixamos a vingança para Deus, pois ele é perfeito e saberá o que fazer. Deixamos os julgamentos para as leis, para que tudo seja investigado e possam punir com eficiência. Não sejamos levados pela mídia ou pela população sem conhecimento dos fatos a julgar e a condenar alguém, sem provas do que aconteceu.

Isso serve de alerta para que possamos viver em paz! Saber que há pessoas mais qualificadas do que nós para fazer a justiça da forma correta e não com as próprias mãos. E da mesma forma que julgamos podemos ser julgados somente pela justiça, porque: "Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida que usardes para medir a outros, igualmente medirão a vós". Mateus 7:1,2. #Crime