Como dizem, cada um sabe onde seu sapato aperta. Às vezes, sem querer e sem perceber, uma pessoa magoa ou chateia outra. A proximidade criada – e exigida – pelos relacionamentos românticos é infelizmente um espaço ideal para esse tipo de coisa acontecer. Por isso mesmo, é bom que cada um dos parceiros preste atenção ao que está fazendo e, caso perceba estar incomodando, desculpe-se sinceramente. Às vezes, um pouco de bom senso ajuda a evitar mancadas. A seguir, por exemplo, estão listadas quatro coisas que os homens tendem a detestar que as mulheres façam - e infelizmente muitas delas fazem frequentemente:

1 - Roubar a comida do parceiro

Se os dois estivessem presos em uma ilha deserta, ele dividiria os cocos com ela e, talvez, até a última lata de feijões que conseguiu salvar do naufrágio, mas é absurdo os dois irem ao restaurante, fazerem seus respectivos pedidos, ela pedir pouquinho (porque, segundo ela, está de dieta) e, quando o garçom trouxer a comida, ela começa sem sem cerimônia a filar a comida dele, umas batatinhas aqui, um pouco da carne lá, umas colheradas da sobremesa acolá.

Publicidade
Publicidade

2 - Atrasos grandes e constantes

Uma pessoa (mulher ou #Homem tanto faz) que constante comete atrasos significativos está basicamente dizendo que o tempo dos outros, que tem que esperar por ela, vale pouquíssimo, talvez nada. E, embora muitos homens, tenham o mau hábito de se atrasar, as mulheres são as campeãs nesse quesito (não que não haja muitas mulheres pontuais), especialmente quando vão se arrumar "só um minutinho" antes de sair. E o cara toma um chá de cadeira por causa de algo que um pouco de respeito e de planejamento da parte da mulher teriam resolvido.

3 – Querer que o homem seja um telepata como o Professor Xavier

Pode parecer difícil de acreditar, mas a maior parte dos homens não é telepata. Aquele estereotípico comportamento feminino de querer que o homem adivinhe por que ela está triste, feliz ou chateada (geralmente chateada e geralmente com ele) é irritante.

Publicidade

Homem nenhum gosta disso e os relacionamentos ganhariam muito se as mulheres que fazem esse ripo de joguinho aprendessem a usar a comunicação para comunicar em vez de tentar bancar versões modernas da mitológica esfinge.

4 - Colocar a culpa no cara, quer ele seja o culpado ou não

É uma questão básica de justiça (ou no caso falta de justiça). E, sim, há também homens que são injustos com suas parceiras e isso é ruim. Infelizmente, muitas mulheres não sabem admitir seus erros ou usam seus namorados, maridos, etc. como bodes expiatórios (e sacos de pancada) a quem elas podem culpar e os quais elas podem maltratar por causa de qualquer coisa que tenha dado errado, quer tenha sido culpa deles ou não. Não é difícil explicar por que razão quem é tratado desse jeito. #Relacionamento