A #Religião é fruto do medo humano e foi concebida através do próprio homem. Não se pode entender o conceito de #deus se não procurar o contexto da humanidade e sua busca incessante por respostas.

O homem em sua curta história sempre buscou produzir bens materiais que o beneficiassem‚ entretanto‚ com o medo das forças naturais e o vazio da existência que o cercava‚ ele decidiu criar um Deus‚ uma divindade para suprir sua insignificante existência. A divindade é fruto do pensamento humano. Surgiu então deus‚ um ser metafísico criado para manter a ordem e acender a esperança de vitória dos miseráveis‚ fazendo-os se contentar com as desigualdades que eram visíveis e as discrepâncias materiais.

Publicidade
Publicidade

Daí surge a religião‚ com manifestações espirituais em função do Deus que o próprio homem criou. A religião surge para demostrar por meio de cultos a benevolência ao ser superior. Contudo‚ ao longo da história, surgiram grandes figuras que se diziam seres divinos e eram beneficiados pela alienação das massas por meio da "fé" que o homem havia depositado no ente metafísico.

Hoje, mesmo no nosso grande Brasil‚ vemos esses"charlatões" subindo ao topo e abrindo "empresas" ou melhor dizendo igrejas. A religião é fundamental para governar‚ serve como uma droga‚ um narcótico espiritual para os pobres se contentarem com suas vidas medíocres e esperando almejar um plano espiritual após a morte.

As massas aceitam caladas e clamam a divindade uma saída para tanta barbaria. O problema é que a religião nunca toca o ponto crucial.

Publicidade

É como tomar aspirina para tratar um câncer terminal. Constrói catedrais gigantescas, mas não consegue alimentar quem não tem terras. No Brasil, ainda vivemos em uma sociedade que tem nível de escolaridade muito baixo ou quase nulo e é geralmente em países em desenvolvimento‚ como o Brasil‚ onde os índices religiosos são maiores.

A desilusão das pessoas na política é evidente. "Para entrar na política e tentar conseguir ajuda, Jesus Cristo teria que vim disfarçado de Judas". Essa comparação que vem muito a calhar com o tema em discussão. A gaiola da ignorância prende várias pessoas todos os dias e muitas delas jamais se libertaram. No final, tudo vira uma ilusão porque não entendem que é como espalhar perfume num caixão. Temos que lutar a cada dia para mudar essa grave situação que o mundo se encontra. Necessitamos de menos orações e mais ações.