Caíram por terra os argumentos da defesa de Luiz Inácio #Lula da Silva quanto à honestidade do ex-presidente [VIDEO] ao ser noticiado a lista de bens bloqueados dele pelo juiz federal da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, Sérgio Moro.

Moro, que é o responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, ordenou que o Banco Central bloqueasse as quantias encontradas nas contas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (#PT) para cobrir um rombo de aproximadamente R$ 16 milhões que a Petrobras teve de prejuízo por conta de negociatas intermediadas por Lula, segundo denúncia do Ministério Publico Federal acatada pelo magistrado.

Publicidade
Publicidade

O Banco Central declarou que foram encontrados cerca de R$ 397 mil em uma conta no Banco do Brasil, R$ 187 mil em duas contas na Caixa Econômica Federal e R$ 21,5 mil no Itaú, totalizando pouco mais de R$ 600 mil.

Nas redes sociais, defensores de Lula questionaram sobre os valores apreendidos, alegando que R$ 600 mil era uma economia perfeitamente compatível com o tempo de trabalho do ex-presidente, parecendo ignorar o fato que na ordem do juiz #Sergio Moro também constava o confisco de quatro imóveis (três apartamentos e um terreno) e dois dos três automóveis que constam em nome de Lula, uma Ford Ranger 2013 e um Chevrolet Omega 2010. O terceiro veículo, uma Ford F-1000 ano 1984, Moro descartou por considerar que seu valor era inexpressivo.

Só que mais estava por vir.

R$ 9 milhões em previdência privada

Além do patrimônio já descrito, nesta quinta (20), a BrasilPrev Seguros e Previdência, empresa de previdência privada do Banco do Brasil em associação com outras empresas, declarou que, por ordem da Justiça, bloqueou o saldo de duas contas de previdência privada cujo beneficiário é o ex-presidente Lula, que totalizavam mais de R$ 9 milhões.

Publicidade

O patrimônio de Lula teve um incrível aumento de 360% desde que terminou seu segundo mandato de presidente em 2010, quando onde declarou ao leão do Imposto de Renda um patrimônio de R$ 1,9 milhão no final de 2010. Até o final de 2015, Lula declarou que seus bens eram de aproximadamente R$ 8,8 milhões. Os documentos apresentados pelo ex-presidente à Receita Federal daquele ano afirmavam que essa quantia foi obtida através da LILS, empresa de palestras que Lula criou ao sair da presidência.

O problema é que as tais palestras foram pagas em sua maioria por empreiteiras envolvidas na Lava Jato e não há nenhum registro em vídeo de todas essas palestras nas redes sociais.

Também nas redes sociais, o senador pelo estado de Goiás Ronaldo Caiado relembrou que disputou com Lula a Presidência em 1989, quando Lula o rotulou de "latifundiário e candidato dos ricos" e que hoje é Lula que tem "um patrimônio milionário que nem consegue explicar de onde veio". Veja o post:

Uma nota oficial do Partido dos Trabalhadores afirma que os bens de Lula "são compatíveis com o de uma pessoa de 71 anos que trabalha honestamente desde criança".

Publicidade

A pergunta que não se cala é: quantos idosos brasileiros honestos que trabalham desde criança conseguiram amealhar um patrimônio dessa monta?